Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ela foi perseguida por causa da fé, mas continuou preciosa aos olhos de Deus

Compartilhar

Look Up - Histórias de Esperança - Episódio 14

Zarish não desiste facilmente. Ela cresceu no Paquistão. É cristã em um mundo muçulmano, mulher em um país onde os homens são os que tomam decisões. Ela experimentou o exílio, ameaças contra sua família, intimidação e discriminação por motivos religiosos e culturais. Ela foi até marginalizada por seus amigos porque, aos 25 anos, ela ainda não era casada. Chegou um momento em que Zarish não aguentava mais. Sua vida havia perdido o sentido. Ela pensou em suicídio. Mas uma voz dentro dela gritou: “Nada disso é verdade! Minha vida é preciosa aos olhos de Deus”. Então ela criou o Centro Educacional Jeremias, através do qual 50 crianças de famílias extremamente pobres estão recebendo educação. Mas depois de escrever um artigo sobre Asia Bibi, Zarish recebeu ameaças de morte e teve que se refugiar na Itália. Hoje, ela está segura, mas só pode entrar em contato com a organização e com sua família à distância. Ela diz: “Se eu tiver fé, poderei superar todas as dificuldades. Eu sempre me senti rejeitada. O único lugar ao qual eu sempre senti pertencer é perto de Deus.”

 

 

Descubra outras histórias como esta

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.