Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

17 coisas que os homens devem fazer quando se tornam pais

web3-couple-young-fun-pregnancy-shutterstock

Cecilia Zinicola - publicado em 02/09/19

Os pais são parte integrante da vida de seus bebês, desde o início

Quando as pessoas falam sobre a chegada de um bebê, geralmente o pai é mencionado menos do que a mãe, porque a mãe é a pessoa que experimenta o processo de gravidez e parto mais diretamente em sua própria carne. No entanto, a presença do pai faz uma enorme diferença na maneira como a mãe vivencia a maternidade.

Tornar-se pai é um verdadeiro desafio e, embora os homens não precisem sofrer as mudanças físicas da gravidez, o nascimento de um filho será um dos momentos mais transcendentes da vida. Se os pais estiverem envolvidos em cada etapa dessa caminhada, isso ajudará toda a família.

Durante a gravidez

Para que um pai entenda melhor sua esposa e comece a formar um vínculo com seu filho ou filha, é essencial que ele se envolva com tudo relacionado à gravidez, participando ativamente do apoio à sua esposa na preparação para o parto. Seu amor e entendimento são de vital importância. Ele deve:

1. Acompanhar a esposa nas consultas médicas para que ele possa estar atualizado sobre o desenvolvimento de seu filho por meio de imagens por ultrassom e outros métodos.

2. Procurar informações sobre tudo relacionado à gravidez, junto com a esposa, lendo livros, revistas e outros materiais especializados.

3. Conectar-se ao filho(a) através do tato, acariciando a barriga da esposa. Na metade da gravidez, a audição do feto é boa o suficiente para ouvir ruídos do mundo exterior. Se o pai falar perto do ventre de sua esposa, o bebê reconhecerá sua voz ao nascer.

4. Ir às aulas de preparação para o parto, para que ele possa aprender a melhor maneira de ajudar a esposa grávida quando chegar a hora de ela dar à luz.

5. Colaborar na preparação das roupas e do quarto do bebê, para participar do processo de acolhimento do novo membro da família.

6. Ajudar mais do que o habitual nas tarefas domésticas, principalmente se o casal tiver outros filhos pequenos e se a esposa trabalhar fora de casa.

7. Estar atento aos sentimentos e emoções de sua esposa. Haverá momentos em que distraí-la e incentivá-la será importante, então ele precisa se esforçar para observar e entender suas preocupações e humor.

Durante o parto

O papel do marido é insubstituível durante o parto. Sua presença e carinho ajudarão sua esposa a se sentir apoiada, amada e confiante de que ele ficará ao lado dela a cada passo do caminho. Nesta fase, o marido deve:

8. Fazer o possível para ajudar a que o parto seja o mais tranquilo e normal possível. Sua participação ativa pode ajudar sua esposa a se sentir mais calma e mais confiante.

9. Revisar o processo do parto em sua cabeça antes do dia chegar, apresentando um plano de ação sobre como levar sua esposa ao hospital, como apoiá-la enquanto estiver lá, etc.

10. Transmitir otimismo, tranquilidade e confiança, o que será uma grande ajuda para sua esposa.

11. Falar positivamente e escolher as palavras com cuidado, de modo a incentivar a esposa, dizendo coisas como: “Você consegue!” e “Você está indo muito bem!” E não coisas como: “Não fique nervosa!” ou “Não se preocupe!”

12. Ajudar a guiar a respiração da esposa quando chegarem as contrações fortes, ajudando-a a relaxar entre uma contração e outra.

13. Esquecer o telefone e qualquer outra coisa que não seja sua esposa durante o trabalho de parto, para que ela sinta que está sendo acompanhada e que toda a atenção está no evento singular que eles estão experimentando juntos.

14. Evitar que amigos e familiares entrem e saiam do dormitório o tempo todo – uma tarefa que exige o melhor de sua diplomacia e boas maneiras.

Depois do parto

Após o parto, é importante que o homem reconheça as novas necessidades físicas e psicológicas de sua esposa, tendo em vista as profundas mudanças biológicas envolvidas na gravidez. O pai agora tem um papel importante ao lado de sua esposa no desenvolvimento harmonioso da família. Para continuar seu envolvimento ativo, ele deve:

15. Participar ativamente das tarefas domésticas diárias necessárias para cuidar do bebê e do restante da família.

16. Envolver-se no cuidado do novo filho(a), indo às consultas com o pediatra e anotando todas as suas dúvidas para que possa perguntar sobre elas.

17. Dizer à esposa com frequência que ela é preciosa e amada, e demonstrar a ela que isso é verdade, com frequência e ternura. Cuidar de seu relacionamento com a esposa é o tesouro mais precioso que ele pode dar aos filhos.

Tags:
FamíliaFilhosGravidezPaternidade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia