Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quando você estiver cansado e sem esperança, lembre-se desta mensagem do Papa Francisco

MĘŻCZYZNA W PRACY
Africa Studio | Shutterstock
Compartilhar

O espírito de cansaço, reclamação e fracasso é o terreno perfeito para o trabalho do diabo

Recentemente, o Papa Francisco buscou no Livro de Números uma reflexão sobre o espírito de cansaço que pode nos afligir, escondendo a esperança de nossos olhos.

“Por que você nos trouxe do Egito para morrer neste deserto, onde não há comida ou água? Estamos enojados com esta comida miserável! ”, reclamou o povo escolhido, enquanto vagava no deserto.

O Papa lembrou que, às vezes, isso também pode acontecer conosco, e, de alguma forma, passamos a “preferir o fracasso”.

“O espírito de cansaço tira a nossa esperança”, observou o Papa. Mas o cansaço é seletivo, alertou ele, dizendo: ” [O cansaço] Sempre nos faz ver o lado negativo no momento em que vivemos e esquecer as coisas boas que recebemos”.

O pontífice ainda alertou:

“Quando nos sentimos desolados e não conseguimos suportar a jornada, buscamos refúgio nos ídolos ou nas queixas … (…) Esse espírito de fadiga leva os cristãos a ficarem insatisfeitos (…) e tudo dá errado … O próprio Jesus nos ensinou isso quando disse que somos como crianças brincando quando somos superados por esse espírito de insatisfação”.

Infelizmente, esse espírito de cansaço, reclamação e fracasso é o terreno perfeito para o trabalho do diabo, levando a um círculo vicioso. Ficamos até “com medo do consolo”, “com medo da esperança”, “com medo da carícia do Senhor”, disse Francis.

O povo de Deus não pôde suportar a jornada. Nós, cristãos, muitas vezes não podemos suportar a jornada. Preferimos o fracasso, ou seja, a desolação. …
O povo de Deus então enfrentou serpentes que os mordeu, até Moisés fazer uma serpente de bronze e montá-la em um poste, e a visão dela os salvou.

“Que o Senhor sempre nos dê esperança para o futuro e força para continuar”, concluiu Francisco.

 

 

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.