Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconEstilo de vida
line break icon

"Vocação não é fruto de esforço pastoral: vocação é mistério que só Deus conhece"

via Pe. Gabriel Vila Verde / Facebook (Reprodução)

Pe. Gabriel Vila Verde - publicado em 06/09/19

Pe. Gabriel Vila Verde: "Crise vocacional - verdade ou mito?"

O Pe. Gabriel Vila Verde compartilhou em sua página no Facebook a seguinte reflexão sobre vocação e o que se costuma chamar de “crise vocacional”:

CRISE VOCACIONAL. VERDADE OU MITO?

Quando se fala em vocação, a primeira coisa que devemos entender é esta. Deus chama! Vocação não é fruto de um esforço pastoral, não é resultado de uma feira vocacional ou de uma conferência sobre o tema. Vocação é mistério. Mistério que só Deus conhece. Existem várias formas que Deus usa ao chamar alguém para a missão. A forma extraordinária, que se dá através de visões ou revelações, e também a forma ordinária (e mais comum), quando Deus chama no cotidiano da pessoa, em momentos simples, sem nenhum sinal miraculoso. As vezes é uma pergunta que alguém faz, tipo: “você já pensou em ser padre?… você já pensou em se consagrar a Deus?”, etc. A forma extraordinária é raríssima, e só se dá em vocações específicas, como os profetas do Antigo Testamento, a própria Virgem Maria, alguns santos e beatos da Igreja. Por isso, é totalmente desnecessário ficar aguardando uma revelação mística para saber se alguém tem vocação ou não. O correto é perceber os sinais de Deus no dia a dia, pois Ele fala ao nosso coração de forma profunda. O problema é que andamos tão cheios de coisas inúteis, e tão preocupados com coisas passageiras , que não percebemos o agir do Senhor. Existem muitas congregações e dioceses com escassez de vocação. Chega a se falar em “crise vocacional”. Como afirmou, certa vez, Dom Henrique Soares da Costa, não existe crise vocacional, porque vocação é um chamado do Senhor. Se eu digo que é uma crise, estou dizendo que Jesus parou de chamar, e isso Ele nunca deixará de fazer. Cristo sempre chama. Nós que, muitas vezes, não correspondemos, ou correspondemos de maneira equivocada. Porém, o Senhor nos ensinou o segredo para as vocações. Chama-se ORAÇÃO. Ele mesmo disse no Evangelho: “Pedi ao Dono da Messe que envie operários”. Ou seja, rezem! Peçam ao Pai que Ele mandará os trabalhadores. Na verdade, caros irmãos, o que a Igreja vive não é uma crise vocacional, mas uma CRISE DE FÉ. São tantos esforços que são feitos para atrair os jovens à vida consagrada… palestras, conferências, seminários, simpósios, eventos mil… mas poucos são aqueles que colocam o joelho diante do Santíssimo Sacramento, e pedem a Ele que mande vocações. Toda vocação é fruto da oração de alguém, e somente da oração. Outra coisa que precisamos estar atentos: tal diocese ou tal congregação não tem vocações por quê? Talvez, porque não se apresenta o verdadeiro sentido da consagração a Deus. Hoje o sacerdócio é visto como uma profissão. Um homem que precisa trabalhar para movimentar o dízimo da paróquia, construir salas, etc. Sim, tudo isso é importante, mas não foi pra isso que Jesus os chamou. Chamou para ser canais de salvação na vida das pessoas. Chamou para ministrar os sacramentos, para estar em silenciosa adoração junto ao Sacrário, para socorrer os enfermos e dar o perdão na hora da morte, enfim. O padre não é um líder sindical, não é um mero administrador de patrimônios. Ele é um homem de Deus, ordenado para as coisas de Deus. Seria muito alto o preço do celibato, se o objetivo não fosse transcendente. Onde há falta de consagrados, tenhamos a certeza de que a beleza da consagração foi ofuscada. Não há desculpas. A Igreja viveu tempos mais difíceis, e nunca deixou de ter consagrados. Pelo contrário, tinha tantos que enviava em Missão no meio dos índios, dos canibais e de outros povos. Qual era o segredo? A busca pela salvação das almas. Isso mesmo, salvação das almas. Você ouve falar disso por aí? Que o Senhor ilumine sua Igreja, e que muitos jovens digam sim ao chamado do Senhor. (Na foto, 162 padres e 171 religiosas, filhos de uma pequena vila italiana, onde um grupo de mães se reunia para adorar o Santíssimo e comungar na intenção das vocações).
Tags:
Vocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia