Aleteia
Segunda-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Estilo de vida

A solidão pode trazer felicidade?

Talita Rodrigues - publicado em 11/09/19

A solidão é mestra em nos (re)apresentar a Deus

Hoje, escrevo sobre a solidão e o papel importantíssimo que ela representa em nossa história.
Sabemos muito bem que ninguém gosta de solidão. A solidão corrói o coração, nos deixa apáticos e, muitas vezes, nos tira o chão e o sentido de viver. A solidão possui aspecto cinza. É tempo nublado, é desesperança e desassossego. A solidão exige que saiamos da zona de conforto,  que lidemos com o lado mais escuro da vida e de “ser”.
A solidão, é a única coisa que permanece quando todos se vão, quando o amor acaba, quando os sonhos voam para longe e quando absolutamente tudo o que planejávamos desaparece completamente.
A solidão nos obriga a desatar nós. Obriga-nos a nos reconciliar com nossa própria história ferida e a sair corajosamente em busca da felicidade perdida.
Apesar da solidão não nos proporcionar nada de agradável a olhos nus, ela é mestra e nos ensina sobre o que é viver de fato.
A solidão, é um dos únicos sentimentos que fazem com que recorramos a Deus, porque quando sentimos a solidão em sua forma mais profunda e sem cor, já não somos mais autossuficientes. E é justamente neste momento, que precisamos de alguém que esteja ali, por e para nós.
A solidão nos possibilita conhecer o vazio de uma vida que poderia ser completa, o cinza das cores que a vida nos proporciona todos os dias e a falta de uma completude que já possuímos.
A solidão é mestra em nos (re)apresentar a Deus. A fazer com que nossos olhos se voltem para cima, para que (re)conheçamos, então, que a verdadeira alegria vem Dele. A solidão nos proporciona o prazer e a coragem de ter a fé do tamanho de um grão de mostarda. Fé de que tudo ficará bem, e que na hora certa voltaremos a enxergar a vida colorida novamente – e que quando isso acontecer, daremos o valor merecido a cada momento e a cada milagre que Deus nos proporciona.
Deus permite, sim, a solidão, pois sem elas jamais (re)conheceríamos e viveríamos a experiência da verdadeira felicidade. E meu amigo(a), quando vivemos e (re)conhecemos a verdadeira felicidade, já não morremos mais em vida, vivemos em vida!
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Felicidadesolidao
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATIMA
Philip Kosloski
Fotos raras dos 3 pastorinhos de Fátima
POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE
Reportagem local
As 3 orações que o Papa pediu para rezarmos e...
Pe. Gilmar
Reportagem local
Brasil: padre desaparece e manda mensagem com...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia