Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Cientistas revelam a maneira perfeita de ajudar os avós a viver mais

HAPPY

Shutterstock

Cerith Gardiner - publicado em 11/09/19

E é benéfico para toda a família!

É muito bom para as crianças ter por perto os avós, que podem transmitir palavras de sabedoria, histórias fascinantes e ensinar-lhes carinho e compaixão. É um relacionamento para nutrir e valorizar. A boa notícia é que esse relacionamento vital funciona nos dois sentidos.

Em um estudo realizado pela Universidade da Austrália Ocidental, Universidade da Basileia e Instituto Max Planck de Desenvolvimento Humano, em Berlim, pesquisadores descobriram que os avós que ajudam a cuidar dos netos têm uma incrível “taxa de mortalidade 37% mais baixa” do que seus pares que não têm essa responsabilidade.

Embora a ciência não consiga identificar por que existe tanta diferença na expectativa de vida entre os dois grupos de idosos, os pesquisadores apresentaram uma razão lógica. Eles acreditam que, estando à disposição para ajudar a cuidar dos membros mais novos da família, os idosos desenvolvem um senso de propósito. Juntamente com o fato de que eles precisam estar bem fisicamente e mentalmente para correr atrás dos netos, esses fatores parecem justificar as descobertas do estudo.

Como os pais exaustos podem agora estar correndo para incentivar os avós a virem cuidar das crianças, lembre-se de que cuidar dos filhos é cansativo e que os avós precisam estar preparados para poder ajudar.

No entanto, você sempre pode tentar deixar seus filhos por breves períodos de tempo, apenas para dar a seus pais a oportunidade de se sentirem necessários, menos solitários e de construir esse relacionamento precioso.

Se eles realmente não puderem tomar conta das crianças, por razões práticas ou físicas, tente agendar videochamadas regulares para que crianças e idosos interajam.

Tags:
FamíliaFilhos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia