Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Religião

Cardeal alemão deixa claro: mulheres não podem ser sacerdotes na Igreja Católica

Cardeal Rainer Maria Kardinal Woelki

Wikimedia Commons

Reportagem local - publicado em 12/09/19

"A Igreja não é um autoatendimento onde cada um pega o que prefere"

Ao presidir à Santa Missa na festa da Natividade da Virgem Maria, celebrada neste último domingo, 8 de setembro, o cardeal Reiner Maria Woelki, arcebispo de Colônia, na Alemanha, voltou a reiterar que, na Igreja Católica, as mulheres não podem receber o sacramento do sacerdócio, conforme já foi explicitado em 1994 pelo Papa São João Paulo II e reforçado enfaticamente pelo Papa Francisco em diversas ocasiões – uma das quais em 2016, a bordo do avião que o levava da Suécia para Roma, quando o Santo Padre reforçou:

“Sobre a ordenação de mulheres na Igreja Católica, a última palavra é clara: foi dada por São João Paulo II e permanece em pé”.

O que o cardeal Woelki afirmou:

“Foi-nos confiado algo que temos que preservar. Isto se aplica de maneira especial aos sacramentos, em particular à Sagrada Eucaristia. Além disso, o sacerdócio não foi inventado pelos seres humanos: ele decorre do mandato do Senhor. Se levamos isto a sério, fica bem claro que é por isso que a questão do sacerdócio das mulheres não é um assunto sob o nosso poder. Em 1994, o Papa João Paulo II já definiu o tema de maneira vinculante para toda a Igreja e o Papa Francisco respeita esta decisão de seu predecessor, algo que recordou em repetidas ocasiões”.

O que São João Paulo II escreveu:

Na carta apostólica “Ordinatio Sacerdotalis“, o Papa polonês destacou:

“A ordenação sacerdotal, pela qual se transmite a missão que Cristo confiou aos seus Apóstolos de ensinar, santificar e governar os fiéis, foi, na Igreja Católica, desde o início e sempre, exclusivamente reservada aos homens. Para que seja excluída qualquer dúvida neste assunto de máxima importância, que pertence à própria constituição divina da Igreja, em virtude do meu ministério de confirmar os irmãos, declaro que a Igreja não tem absolutamente a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis da Igreja”.

Mais claro, impossível.

Insistência de algumas correntes ideológicas

Volta e meia voltam à tona debates acalorados sobre temas complexos como o celibato sacerdotal, a comunhão para pessoas divorciadas e a doutrina moral católica sobre a sexualidade humana. Não faltam, nesses contextos, comentários de líderes católicos sobre a suposta possibilidade de se ordenarem sacerdotisas, o que tem sido particularmente frequente na Alemanha. Segundo o arcebispo de Colônia, aliás, a Igreja naquele país

“…se tornou uma entidade puramente sociológica, que, na mesma linha do gênero, tem que se adaptar à corrente política e social (…) Negocia-se sobre a fé e a doutrina da Igreja como os políticos e depois se determinam ‘democraticamente’ as decisões da maioria para conseguir uma suposta reforma da Igreja. Por trás disso, o que se oculta é nada mais que uma adaptação ao pensamento do mundo. Isto é possível? Como a Igreja poderia atender as expectativas e aspirações diversas e muitas vezes contraditórias das pessoas de hoje? Teria que se render! Teria que se rebaixar e virar um supermercado, um autoatendimento onde cada um pega o que prefere. Mas isso tornaria a Igreja infiel a si mesma. Ela perderia a sua identidade e se dissolveria, porque a Igreja não é feita pelo homem: é feita por Cristo e isto quer dizer que não podemos dispor de tudo o que queremos ou decidir a fé por maioria”.

O exemplo de Maria (que, diga-se de passagem, nunca foi ordenada)

O cardeal Woelki destacou Nossa Senhora como exemplo a ser seguido:

“Ela nos mostra o que realmente importa na vida da Igreja: não precisamos nos entregar ao que uma sociedade secularizada pretende para nós para encontrarmos, como cristãos, compreensão e aceitação nela. Deus já fez isso e nos redimiu como filhas e filhos. Hoje, mais do que nunca, a exemplo de Maria, temos que nos abrir à graça de Deus e permitir a obra do Seu Espírito. Hoje Ele quer trabalhar em nós como fez em Maria no seu momento. Deus abre as portas e nos envia ao mundo, tal como o Papa Francisco fez na sua carta ao povo de Deus na Alemanha. A Igreja não deve ser uma loja fechada que tem medo do mundo, nem uma instância que deixe fazerem tudo o que o mundo gostaria que fosse feito. Temos que estar com Cristo, com a Sua vontade, com a Sua pessoa, alinhados com Ele e nos mantendo comprometidos. Do contrário, perdemos a nossa identidade como cristãos e como Igreja. Uma Igreja que se adapta ao mundo na sua fé não é obra do Espírito Santo, mas do nosso espírito humano”.

O arcebispo convidou os fiéis, ainda conforme o modelo de Nossa Senhora, a abrirem o coração para Deus:

“Que Ele possa se unir a nós e nos encher com o Seu espírito e, assim, Cristo tomar forma em nós. Assim seremos capazes de cumprir a nossa missão no mundo e de dar a ele o mais importante de que ele precisa: Cristo”.
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DoutrinasacerdociosacerdoteSacramentos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia