Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconEspiritualidade
line break icon

Papa Francisco lamenta a postura de quem recusa a Misericórdia de Deus

PAPA FRANCISCO NA PRAÇA DE SÃO PEDRO

Antoine Mekary | ALETEIA

Reportagem local - publicado em 16/09/19

"Nós erramos quando nos consideramos justos, quando pensamos que os maus são os outros"

O Papa Francisco disse no Ângelus deste domingo, na Praça de São Pedro, que a Igreja deve dar especial atenção aos pecadores, como fazia Jesus Cristo, e lamentou a rigidez dos que recusam a Misericórdia de Deus:

“Nós erramos quando nos consideramos justos, quando pensamos que os maus são os outros. Julgamo-nos bons porque, sozinhos, sem a ajuda de Deus, que é bom, não sabemos vencer o mal”.

O Papa recordou que o “amor infinito de Deus” pode ser “recusado” por nós:

“É um risco que também nós corremos: acreditar num Deus mais rigoroso do que misericordioso, um Deus que derrote o mal com o poder, mais do que com o perdão. Não: Deus salva com o amor, não com a força”.

Ele também lembrou que Jesus acolhia os pecadores e comia com eles, o que escandalizava alguns dos Seus contemporâneos.

“A frase que poderíamos escrever nas portas das nossas igrejas é: ‘Aqui Jesus acolhe os pecadores e os convida à Sua mesa'”.

Francisco propôs aos católicos a leitura do capítulo 15 do Evangelho de São Lucas, no qual Jesus nos apresenta três parábolas fundamentais sobre a Misericórdia Divina: a da ovelha perdida, a da moeda encontrada e a do filho pródigo.

“Deus espera por nós, não se cansa, não perde o ânimo. Porque somos nós, cada um de nós, aquele filho abraçado de novo, a moeda encontrada, a ovelha acariciada e colocada aos ombros. Ele espera, todos os dias, que nos lembremos do Seu Amor”.

O Santo Padre também destacou a ajuda de Maria para abraçarmos a Misericórdia de Deus:

“Que Nossa Senhora, desatadora dos nós da vida, nos livre da pretensão de nos julgarmos justos e nos faça sentir a necessidade de ir ao encontro do Senhor, que espera para nos perdoar”.




Leia também:
Papa: a misericórdia divina não abandona quem fica para trás

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Divina MisericórdiaPapa FranciscoPecadoPerdão
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia