Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

2.246 restos fetais são achados pela polícia em casa de médico abortista falecido

© Visualphotos.com
Compartilhar

Ele tinha a licença médica suspensa desde 2015 em decorrência de graves erros médicos

Estarrecedores 2.246 restos fetais foram encontrados pela polícia do condado de Will, no Estado norte-americano de Illinois, dentro da casa do Dr. Ulrich Klopfer, falecido no último dia 3 de setembro. Ele se mudara para a localidade após ter tido sua licença médica suspensa em 2015 em decorrência de graves erros cometidos no Estado de Indiana, onde realizava abortos.

Klopfer foi acusado de atos graves como não denunciar abortos cometidos por gestantes abaixo da idade permitida, não denunciar casos de abuso sexual, não manter registros médicos adequados nem os devidos padrões de saúde e segurança.

A família, que encontrou os restos fetais, está colaborando com as investigações da polícia.

Reações ao episódio

A plataforma pró-vida Live Action recordou casos precedentes: na clínica de abortos do Dr. Kermit Gosnell, hoje preso, a polícia encontrou restos de corpos de fetos envasados, o que é semelhante ao ocorrido com o também abortista Michael Roth:

“Em outras palavras, Klopfer não é o único abortista com a tendência doentia de colecionar partes de suas vítimas. Esse tipo de comportamento é mais semelhante ao dos assassinos em série do que ao dos profissionais médicos”.

Também se manifestou via Twitter a ativista pró-vida Abby Johnson, inspiradora do filme Unplanned, que narra a sua história de conversão após ter trabalhado à frente de uma clínica de abortos:

“Este médico abortista morreu recentemente. E vejam o que encontraram. O mal sempre esconde segredos e não há nada pior que o aborto”.

A deputada republicana Jacki Walorski afirmou:

“Toda vida humana é preciosa e toda mulher e bebê merecem cuidado e respeito. Este caso trágico mostra por que aqueles que realizam abortos devem seguir diretrizes rígidas e ser muito vigiados. Vou propor uma legislação federal para garantir que os restos de bebês abortados sejam tratados com dignidade, incluindo casos de aborto químico”.

_________

Com informações de ACI Digital

Leia também: Veja lista completa de músicos internacionais que assinaram campanha pró-aborto

Leia também: Parte para a eternidade a avó que salvou mais de 22 mil bebês do aborto na Itália

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.