Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

Nada de sinos: é um disparo de canhão que marca o meio-dia em Roma

GIANICOLO

Fabrizio Mei-(CC BY-SA 4.0)

Maria Paola Daud - publicado em 26/09/19

Descubra a origem desta curiosa tradição da Cidade Eterna

Todos os dias – chova ou faça sol – um disparo de canhão marca o meio-dia em Roma.

Este costume foi introduzido pelo Papa Pio IX em dezembro de 1847 para que fosse um símbolo da hora oficial, ao invés do som descoordenado que produziam os campanários das igrejas da cidade às 12h.

A tradição só foi interrompida durante a Segunda Guerra. Mas no aniversário de 2712 anos de fundação de Roma, os disparos voltaram a acontecer – e perduram até hoje.

Muita gente se reúne para assistir à cerimônia que antecede o disparo. O canhão se encontra em uma região muito pitoresca de Roma, o Gianicolo, mais especificamente em um grande mirante, que fica aos pés da  estátua dedicada a Garibaldi.

O Gianicolo é uma colina muito importante de Roma, a pesar de não estar entre as famosas sete colinas de sua fundação. Os prédios da região são considerados Patrimônios da Humanidade pela UNESCO.

Quem não chega a tempo para o famoso disparo do meio-dia, pode passar uma tarde agradável no local, tomando sorvete e observando a magnífica paisagem que o mirante proporciona.

Outra dica é fazer uma bela caminhada, relembrando a história de Giussepe Garibaldi, o unificador da Itália.

Na região está também a histórica fonte Agua Paola, que foi revitalizada por Paulo VI, em 1608. A fonte monumental foi projetada por Giovanni Fontana e é um ícone para os romanos.

No fim do passeio, é possível encontrar um maravilhoso farol, que não serve para navegação, mas que à noite confere uma atmosfera romântica, iluminando do céu de Roma.

Clique em “Abrir a galeria de fotos” na imagem abaixo e conheça um pouco mais deste tesouro romano.

Tags:
roma
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia