Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Histórias Inspiradoras

Freira portuguesa assassinada por asfixia ao resistir a estupro poderá ser beatificada

Irmã Maria Antónia Pinho / Facebook (Reprodução)

Reportagem local - publicado em 03/10/19

Três dias antes de ser assassinada covardemente, a religiosa havia dado uma entrevista falando do amor pela vocação e pela castidade

A congregação vaticana para a Causa dos Santos orientou as religiosas Servas de Maria Ministras dos Enfermos a começarem o processo de junta de informações, em conjunto com a diocese portuguesa do Porto, para o eventual processo de beatificação da irmã Maria Antónia Pinho, que foi assassinada no mês passado ao resistir a uma tentativa de estupro.

De acordo com o site CM TV, a madre Inês Flores Vasques, superiora da comunidade religiosa, afirmou que ainda é cedo para se pensar no processo, mas ressaltou que, de fato, a irmã Antónia foi morta em pleno cumprimento da sua missão.

Um crime covarde

Maria Antónia Pinho, de 61 anos, era carinhosamente chamada de irmã Tona. Ela foi encontrada morta no dia 8 de setembro, com sinais de violência sexual e asfixia, na casa do ex-presidiário Alfredo Santos. A freira lhe teria dado uma carona porque ele é filho de uma senhora a quem ela prestava acompanhamento, dado que trabalhava com doentes e idosos. Como suposto agradecimento, Alfredo ofereceu à irmã Tona um café e, em seguida, tentou violentá-la recorrendo ao golpe conhecido como “mata-leão”, em que a vítima sofre estrangulamento. Segundo a polícia, que deteve o criminoso no mesmo domingo, essa teria sido a causa da morte da freira, que resistiu à tentativa de estupro. Depois do golpe, o assassino ainda a deitou na cama e a violentou.

Dependente químico, Alfredo estava em liberdade condicional havia três meses: ele tinha cumprido parcialmente a pena de 16 anos de prisão a que fora condenado precisamente por dois crimes de estupro. No mês anterior ao assassinato da irmã Tona, ele já tinha tentado violentar uma jovem de 20 anos.

Uma freira fiel

A irmã Tona era enfermeira e estava na cidade de São João da Madeira para cuidar da mãe. Em entrevista concedida ao jornal O Regional três dias antes de ser assassinada, a freira havia falado da sua vocação e testemunhado que sempre soube que era aquele o seu chamado:

“Nunca duvidei. Conheço-me sempre com o desejo de ajudar pessoas doentes. Só sabia que queria ser freira e que seria para sempre”.

Ela também tinha falado da castidade, virtude que definia como um presente para Deus. O entrevistador havia sido o jornalista António Gomes Costa, que, em declarações ao site Contacto, afirmou sobre a religiosa:

“A irmã Tona estava sempre a sorrir. Sempre me lembrarei dela assim. O olhar dela não escondia a paixão e o amor por uma opção que tem cerca de 40 anos”.

A religiosa também era chamada de “Freira Radical” porque andava de moto, já que isso lhe facilitava muito as visitas aos doentes.

O Regional


Albertina Berkenbrock

Leia também:
Quem é a mártir da pureza Albertina Berkenbrock, a “Maria Goretti brasileira”


Alessandro Serenelli

Leia também:
A carta-testemunho arrepiante do assassino de Santa Maria Goretti aos 80 anos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MártiresReligiososSantosTestemunhoViolência
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia