Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Janeiro |
home iconCuriosidades
line break icon

São Bento inventou a soneca?

WOMAN NAPPING

Shutterstock

Philip Kosloski - publicado em 08/10/19

O santo do século VI deu instruções específicas para seus monges tirarem uma soneca depois do almoço

Você já ouviu falar da sesta? É um costume popular nos países de língua espanhola, bem como em outros países ao longo da costa do Mediterrâneo. Após o almoço, as pessoas fazem uma pausa no trabalho e muitas tiram uma soneca, antes de voltarem às suas tarefas diárias.

Curiosamente, a palavra sesta vem da palavra latina sext, denotando a “sexta hora” do dia, que normalmente é por volta do meio-dia. A palavra sext também se refere à oração do meio-dia dos monges, que param o que estão fazendo para rezar no meio do dia.

Essa tradição de oração e um cochilo ao meio-dia pode ter origem em São Bento de Núrsia, um monge do século VI que revolucionou o monasticismo cristão. Ele escreve em sua Regra sobre a necessidade dos monges descansarem após a oração e a refeição do meio-dia.

E quando eles se levantarem da mesa após a sexta hora, descansem em suas camas em completo silêncio; ou, se por acaso alguém quiser ler, leia, mas de modo a não perturbar mais ninguém.

Em geral, acredita-se que cochilar era uma parte central da vida greco-romana, mas não foi até São Bento que a soneca se tornou parte oficial de uma “regra”.

Nos últimos anos, os médicos redescobriram os benefícios físicos e mentais da sesta, uma tradição que foi sendo esquecida em muitos países modernos devido à suposta necessidade de maximizar o tempo durante o dia e eliminar momentos em que o trabalho não está sendo realizado.

São Bento sabia por experiência própria que um breve descanso à tarde beneficiaria tanto o corpo quanto a alma e facilitaria para os monges manter seu cronograma rigoroso de trabalho e oração.

Se você estiver em uma situação em que cochilos são possíveis, agradeça a São Bento e aproveite seu descanso do meio-dia, preparando-se para enfrentar as tarefas que ainda restam para o dia.


PADRE PIO

Leia também:
Qual é a agenda diária de um monge católico?

Tags:
DescansoSaúdeTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia