Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Assustando o demônio: um método de um dos primeiros Padres do Deserto

ISIDORE OF PELUSIUM
Compartilhar

Abba Isidore estava pronto a se sacrificar para proteger sua virtude

Abba Isidore morreu no ano 436. Ele era um monge de Scetis (um dos chefes das quatro comunidades de lá) e um dos primeiros companheiros de Macário. Dizem que os demônios o temiam, o que indica que ele era um homem de grande virtude.

Ele é conhecido como um monge que trabalhou cuidadosamente contra o pecado da raiva.

Um irmão perguntou-lhe: “Por que os demônios têm tanto medo do senhor?” O velho disse-lhe: “Porque pratiquei o ascetismo desde o dia em que me tornei monge, e não permiti que a raiva chegasse aos meus lábios.”

Podemos perguntar o que lhe deu forças para controlar sua raiva. Outra lenda revela que ele estava pronto para sacrificar, mesmo a um alto custo, para manter a calma.

Abba Isidore disse: “Um dia fui ao mercado para vender alguns pequenos produtos; quando vi a raiva se aproximar de mim, deixei as coisas e fugi.”

Nisso, podemos recordar a experiência semelhante de Padre Pio, na medida em que ele lutou arduamente para desenvolver um temperamento gentil.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.