Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Repórter de TV chora ao ver relíquia de Santa Dulce dos Pobres

IRMA DULCE
Obras Sociais Irma Dulce
Compartilhar

“Eu, na minha pequenez, mal pude acreditar que estava diante de uma relíquia tão sagrada e linda”, disse o jornalista

Daniel Adjuto, repórter e apresentador do telejornal SBT Brasil, produziu uma série de quatro reportagens especiais sobre a vida e a obra da primeira santa nascida no Brasil.

As reportagens resgataram o trabalho e a vida de Santa Dulce dos Pobres. O repórter, que já se declarou católico, conversou com pessoas que trabalharam e conviveram com Irmã Dulce. Entre elas, a irmã da santa. Ana Maria Lopes Pontes fez questão de mostrar ao jornalista uma relíquia guardada com muito carinho: uma mecha de cabelo da Santa Dulce.

Leia também: O que são as relíquias sagradas

Foi a primeira vez que uma equipe de televisão exibiu a relíquia. E o repórter não conseguiu segurar a emoção. Diante do material considerado sagrado, ele chorou copiosamente.

Em seu perfil no Instagram, Daniel Adjuto escreveu:

“Desculpe, não teve como. Ver, pela primeira vez, os cabelos de irmã Dulce foi mega emocionante. Pela primeira vez, Ana Maria resolveu mostrar a uma equipe de tv a maior herança que tem da irmã, Santa Dulce. Eu, na minha pequenez, mal pude acreditar que estava diante de uma relíquia tão sagrada e linda.”

A irmã da Santa consolou o jornalista, dizendo:

“Todos os devotos de Irmã Dulce se tornam família Irmã Dulce. Então você hoje é um irmãozinho, meu irmão caçula.”

Assista à reportagem:

 

Leia também: Oração oficial à Santa Dulce dos Pobres

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.