Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como lidar com pessoas rudes

Woman Arguing
Shutterstock
Compartilhar

Antever situações e agir com cautela são algumas das medidas que evitam conflitos e preservam a boa convivência

Quem nunca foi surpreendido com um comentário ou resposta ríspida num contexto totalmente inusitado? Se você mal conhece a pessoa em questão, logo se deduz que o indivíduo não está num dia bom, porém, se o tom rude veio de alguém com quem você convive no âmbito familiar ou no trabalho, a falta de gentileza pode ser mal interpretada e, até mesmo, vir a estremecer o relacionamento.

A verdade é que, independentemente de um gesto isolado, descobrir que alguém próximo carrega características de grosseria e agressividade nos torna cautelosos, afinal, ninguém quer estar no alvo de uma pessoa assim. Mas há aí uma outra questão: e se amigo ou parente em questão é uma pessoa rude por natureza e foi você quem demorou a se dar conta do fato?

Se é esse o caso, o caminho a seguir exigirá que você avalie todas as questões psicológicas que envolvem o tipo de interação que você tem com o indivíduo e, assim, aprenda a lidar melhor com a situação.

“A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia” Provérbios 15:2:

Nesse cenário, são comuns atitudes como fazer piadas a respeito da aparência dos outros, ser excessivamente sincero, ser arrogante e subestimar os demais, se achar o dono da razão, falar gírias e palavrões, se atrasar para compromissos enquanto alguém o espera e até não se importar em usar expressões como “bom dia”, “por favor”, “com licença” e “obrigado” no dia a dia.

No dicionário on-line podemos encontrar vários significados da palavra estultícia, alguns deles se referem a um ato vergonhoso, estúpido, tolo como diz acima a escritura. Fato verídico! Porque sempre que agimos de forma grosseira e estúpida com nossos familiares nos sentimos tolos, e nos arrependemos disso.

Um dos significados da palavra “estultícia”, mencionada no provérbio, é “ato vergonhoso”, porém, algo que deve ser considerado é que, muitas vezes, a pessoa rude pode não estar ciente de seu mau comportamento ou, até mesmo, nem se sente como alguém rude.

“Os sábios entesouram a sabedoria; mas a boca do tolo o aproxima da ruína” Provérbios 10:14:

Seja pela falta de filtro e autocensura ou por questões culturais que levam a pessoa a acreditar que seu gesto deve ser levado na brincadeira, em muitos casos a pessoa não tem a mínima ideia de que seus atos podem magoar ou deixar os outros em posição desconfortável.

Se isso fica evidente pra você, o mais viável é ignorar o gesto ou as palavras do colega ou parente rude e, caso você esteja participando de uma conversa, uma alternativa é tentar abreviá-la o mais rápido possível.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” Provérbios 15:1

Com pessoas assim, o melhor caminho é evitar o confronto ou apresentar ideias opostas ao que ela acredita. Mas, se a situação é diferente, fugiu ao seu controle e sua frustração chegou ao limite, o melhor é apelar para a franqueza e declarar à pessoa o quanto ela está sendo rude. E fim de conversa.

Leia também: Conselhos de Santa Teresinha para você aprender a lidar com pessoas antipáticas

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.