Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Pe. Zezinho: como reagir à calúnia mortal

Padre Zezinho

Pe. Zezinho

Aleteia Brasil - publicado em 25/10/19

"A única defesa do justo é sua paz"

Em sua página no Facebook, o pe. Zezinho publicou a seguinte reflexão-convite sobre como reagir a calúnias.

Calúnia mortal

Algumas pessoas não suportam sofrer uma calúnia. Trancam-se, não confiam em mais ninguém e, não sabendo como viver depois disso, adquirem doenças progressivas. É como veneno de jararaca. Não achando o antídoto, podem morrer dessa calúnia! Se você tem espiritualidade e sabe que é inocente, mesmo assim não tente provar sua inocência, nem para a pessoa caluniadora, nem para as pessoas divulgadoras. Você sabe quem acreditou, pela maneira como passam a tratar você. Aí, sim, deixe que Deus atue. Gosto de reler os Salmos 3, 4, 5, 6, 7. O salmista não sabia o que fazer para provar que era inocente. Então ele recorre à decisão soberana de Deus (Javé) porque acredita que Javé protege o inocente e lhe fará justiça. Nós, cristãos, já sabemos o que aconteceu com Jesus quando foi caluniado. Prosseguiu sem se preocupar em provar Sua inocência. Os maus, ou criam ou espalham calúnias, como bandidos e terroristas espalham gás tóxico ou veneno. A única defesa do justo é sua paz. Tentar recuperar o bom nome é inútil diante dessa gente venenosa. Silencie e ande de cabeça erguida, porque um dia quem vai prestar contas do mal que quiseram fazer a você são eles. Deus viu tudo! Ele tudo vê!



Leia também:
5 modalidades da fofoca, o pecado da palavra

Tags:
mentiraVirtudes
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia