Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Atualidade

Governo chileno admite situações que 'parecem violações' dos DDHH

CHILE

PEDRO UGARTE | AFP

Agências de Notícias - publicado em 30/10/19

Em mensagem nas redes sociais, o ministro do Interior, Gonzalo Blumel, lamentou o fato e pediu à polícia "que realize as investigações correspondentes" para esclarecer a origem do disparo

O governo chileno admitiu nesta terça-feira situações envolvendo as forças da ordem que “parecem ser violações dos direitos humanos” durante a atual onda de protestos no país.

“Ocorreram situações que efetivamente, aparentemente, podem ser violações dos direitos humanos”, declarou o ministro da Justiça e Direitos Humanos, Hernán Larraín, após reunião com representantes do Instituto Nacional de Direitos Humanos (INDH, estatal).

Após o encontro, Sergio Micco, diretor do INDH, garantiu que durante os dias de manifestações ocorreram “mais queixas por torturas, crueldades e atos degradantes do que durante todo o ano de 2018”.

Micco também destacou que dos cerca de 1.200 feridos, 571 foram por “armas de fogo, balas e tiros de cartucho”.

“Os números falam por si só (…). É uma situação de graves violações dos direitos humanos”, disse Micco sobre a ação da polícia durante a onda de protestos deflagrada no dia 18 de outubro, que levou o governo a colocar os militares nas ruas pela primeira vez desde a volta da democracia, em 1990.

O encarregado de campanhas táticas e resposta da Anistia Internacional (AI), César Marín, declarou à AFP que está especialmente preocupado com as “denúncias de tortura sexual, uso excessivo da força e lesões oculares” por tiros de cartucho, e que “as mortes por ação direta de militares e policiais é o exemplo mais extremo de uma resposta inadequada”.

Cinco das 20 mortes ocorridas durante a crise foram provocadas por militares e policiais, informou o INDH.

Durante os protestos desta terça-feira, em Santiago, um observador do INDH ficou ferido por um tiro de cartucho em torno do Palácio de La Moneda.

Em mensagem nas redes sociais, o ministro do Interior, Gonzalo Blumel, lamentou o fato e pediu à polícia “que realize as investigações correspondentes” para esclarecer a origem do disparo.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia