Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Janeiro |
home iconReligião
line break icon

Pe. Zezinho: "Celibato e casamento, para ou continua?"

Pe. Zezinho

Pe. Zezinho

Aleteia Brasil - publicado em 30/10/19

"Não podemos julgar o que não vivemos", escreve o sacerdote

Em sua página no Facebook, o pe. Zezinho compartilhou as seguintes colocações sobre celibato e casamento e sobre como ele vê o papel da consciência individual na hora de decidir entre continuá-los ou não:

Tenho 78 anos. E já vi muitos sonhos que deram certo e muitos sonhos interrompidos. Dois deles são o celibato e o casamento. Não faz sentido culpar nem o casamento nem o celibato porque indivíduos não conseguiram continuar casados com alguém a quem amaram por algum tempo. Tampouco faz sentido culpar o celibato porque padres, seminaristas e freiras não quiseram continuar sozinhos e solteiros. Conheci mais de 700 padres que deixaram o sacerdócio e outro tanto de freiras e frades que não prosseguiram. Também conheci mais de 1000 casais que se separaram. Não podemos julgar o que não vivemos. Quem continuou não pode contar vantagem porque perseverou. A mente humana está presa entre desejos e vontades. A decisão ou a renúncia será sempre pessoal. Não podemos obrigar alguém a amar ou a continuar casado. Também não faz sentido amarrar alguém a um celibato que a pessoa não mais consegue viver. Para isto, os estudiosos de comportamento humano estudaram psicólogos, conselheiros e, em alguns casos, psiquiatras. As estradas da vida tem “pare” e “continue” e têm “retornos”. A vida também tem rumos e prumos. Chega o momento em que o indivíduo decide. Feliz deste indivíduo, se não magoa o outro com sua decisão. Com os que seguem em frente, uma tonelada de humildade pode ajudar. Ninguém chega ao fim da estrada sem ajuda de alguém! Benditos os que incentivam. Infelizes os que ajudam a desistir. A consciência é soberana. Já é uma grande conquista sair de um celibato ou de um casamento sem culpar o mundo. Escolheu, assumiu, não deu certo, não culpe o Papa ou a Igreja. Todos os caminhos são difíceis de trilhar. Havendo amor tudo fica mais sereno; nem por isso fica mais fácil. Compromissos prendem! Mas quando valem a pena costumam recompensar com toneladas de felicidade! Padre Zezinho scj




Leia também:
“Índios não entendem celibato”? Bispo da Amazônia discorda e responde

Tags:
CasamentoCelibatosacerdocio
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia