Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Arquivo do Vaticano deixa de ser “secreto”

POPE FRANCIS ANGELUS
Compartilhar

Papa Francisco retira termo “secreto” do nome do arquivo oficial da Santa Sé para por fim a mal-entendidos

Não é segredo que as pessoas nunca entenderam muito bem o que é o Arquivo Secreto do Vaticano.

Agora, o Papa Francisco interveio para acabar com a confusão de uma vez por todas. O que ele fez? Simplesmente mudou o nome de “Arquivo Secreto do Vaticano” para “Arquivo Apostólico do Vaticano”.

O novo nome destaca o estreito vínculo entre a Sé Romana e o Arquivo, um instrumento indispensável do ministério petrino, e, ao mesmo tempo, destaca sua dependência imediata do pontífice romano, como já acontece com a Biblioteca Apostólica do Vaticano.

O Papa explicou brevemente por que os arquivos tinham a designação de “segredo” em primeiro lugar:

 “O termo ‘Secretum’, que se tornou o nome próprio da instituição e prevaleceu nos últimos séculos, foi justificado porque indicava que o novo Arquivo, criado a pedido do meu antecessor, Paulo V, por volta de 1610-1612, não era outro senão o arquivo particular do Papa, separado e reservado. É assim que todos os papas sempre pretenderam defini-lo, e é assim que os estudiosos ainda o definem hoje, sem nenhuma dificuldade. Além disso, essa definição era difundida, com significado semelhante, nas cortes de reis e príncipes, cujos arquivos eram tidos, de fato, como secretos”

Mas, observou ele, mudanças nas línguas modernas fizeram com que o termo chegasse a ser mal compreendido e até assumido um significado negativo:

“Enquanto perdurou a consciência da estreita ligação entre a língua latina e as línguas que dela originam, não havia necessidade de explicar ou até mesmo justificar o título Archivum Secretum. Porém com as progressivas mudanças semânticas nas línguas modernas e nas culturas e sensibilidades sociais de várias nações, de modo mais ou menos marcado, o termo Secretum ao lado de Arquivo Vaticano começou a ser mal entendido, e interpretado de modo ambíguo, até mesmo negativo. Pois perdera o verdadeiro significado do termo secretum ligando-o ao conceito expresso pela palavra moderna ‘secreto'”.

Tendo perdido o verdadeiro significado do termo secretum e associando instintivamente seu valor ao conceito expresso pela palavra moderna “segredo”, em algumas áreas e ambientes, mesmo aqueles de certa importância cultural, esse termo assumiu o significado prejudicial de segredo , como para não ser revelado e reservado para alguns.

Disse Francisco:

“Isso é exatamente o contrário do que o Arquivo Secreto Vaticano foi e pretende ser, pois – como disse meu santo predecessor Paulo VI – este conserva ‘ecos e vestígios’ da passagem do Senhor na história. E a Igreja não tem medo da história, aliás, ama-a, e gostaria de a amar mais e melhor, como Deus a ama!”

O Papa Francisco explicou também que, apesar da mudança no nome, a estrutura do Arquivo Apostólico e sua missão serão as mesmas.

 

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia