Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por 4 anos ela enviou mensagens ao pai falecido – até receber resposta emocionante

Compartilhar

Ela mandava mensagens ao número dele todos os dias. Na véspera do quarto aniversário da sua partida, alguém respondeu com uma revelação surpreendente!

Chastity Patterson, de 23 anos, perdeu o pai, Jason Ligons, quatro anos atrás. Desde então, todos os dias, ela manda uma mensagem de texto ao celular dele para lhe contar como foi seu dia.

Na quinta-feira passada, 24 de outubro, véspera do quarto aniversário da morte de Jason, ela recebeu, porém, uma resposta.

Brad havia recebido a maior parte das mensagens de Chastity. E mais: um ano antes da morte de Jason, o próprio Brad havia perdido a sua filha num acidente de carro.

Na sua última mensagem, Chastity havia escrito que o dia seguinte, mais uma vez, seria difícil.

“Muita coisa aconteceu nesse curto período. Tenho certeza de que você sabe disso, porque eu conto tudo pra você. Eu venci o câncer e não fiquei mais doente desde que você partiu – do jeito que eu prometi a você, que eu cuidaria melhor de mim. Terminei a faculdade e me formei com ótimas notas. Me apaixonei e fiquei de coração partido (você teria matado ele), mas levantei a cabeça e me tornei uma mulher mais forte ainda. Tenho medo de me casar, porque vou ter que caminhar sozinha por aquele longo corredor e você não vai estar lá do meu lado pra me dizer que vai dar tudo certo. Eu só queria dizer que eu amo você e que sinto muito a sua falta!”

A resposta que Brad enviou para Chastity foi um bálsamo extraordinário:

“Olá, querida. Não sou o seu pai, mas tenho recebido as suas mensagens nos últimos quatro anos. Fico na expectativa das suas mensagens matinais e das suas atualizações à noite. Meu nome é Brad. Eu perdi a minha filha num acidente de trânsito em agosto de 2014. As suas mensagens têm me mantido vivo. Quando você me escreve, eu sei que é uma mensagem de Deus. Sinto muito por você ter perdido alguém tão próximo, mas tenho acompanhado você ao longo desses anos, vi você crescer e passar por muitas coisas, mais do que muita gente. Faz anos que eu queria responder, mas não quis deixar você triste.

Você é uma mulher extraordinária. Eu gostaria que a minha filha tivesse se tornado a mulher que você é.

Obrigado pelas suas mensagens diárias. Você me lembrou que Deus existe e que não é culpa dele que a minha garotinha tenha ido embora. Ele me deu você, meu pequeno anjo. Tudo vai dar certo. Faça brilhar a luz que você ganhou de Deus. Sinto muito que você tenha passado por isso, mas, se as minhas palavras ajudarem, saiba que eu tenho muito orgulho de você”.

Chastity, emocionada, compartilhou a história no Facebook. Para ela, a resposta de Brad foi um “sinal de que está tudo bem e que eu posso deixar o meu pai descansar”.

___________

A partir de matéria do Sempre Família

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.