Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconEspiritualidade
line break icon

As faltas contra o 8.º Mandamento

WYBÓR

Shutterstock

Padre Reginaldo Manzotti - publicado em 12/11/19

A caridade e o respeito à verdade devem ser constantes na vida do cristão

Continuando o artigo sobre o oitavo Mandamento, “Não levantarás falso testemunho contra teu próximo” (Ex 20, 16), o Catecismo da Igreja Católica diz:

“Um falso testemunho, um perjúrio, acontece quando é emitida publicamente uma palavra contrária à verdade. Isso tem uma gravidade particular. Diante de um tribunal, torna-se um falso testemunho. Quando está sob juramento, trata-se de perjúrio.” (CIC 2476)

O juízo temerário também é um atentado a este mandamento e precisamos combatê-lo. Quando tomamos como verdade algo sem fundamento suficiente e não temos consistência, ou seja, não sabemos se realmente é e assumimos como verdadeiro, sem sustentação, acabamos fazemos juízo temerário da pessoa. Isso é algo extremamente negativo, porque destruímos a imagem de alguém a partir de um juízo não fundamentado.

Devemos sempre lutar contra esse julgamento apressado. Também precisamos tomar cuidado, procurando investigar, se for importante, e cuidar na interpretação daquilo que nos contam, filtrando sempre as informações que nos passam.

A maledicência também está envolvida neste processo, quando alguém, sem uma razão objetivamente válida, fala do defeito do outro, por exemplo, para outra pessoa. Se, por acaso, sabemos algo de alguém e nos dispomos a contar para os outros, sem motivo, isso é maledicência.

Já a calúnia ultrapassa a maledicência, distorce a verdade e prejudica a reputação de uma pessoa. A ironia também. Ela deprecia. Uma pessoa irônica contribui para desmerecer o próximo. A ironia não é uma virtude.

Mas a gravidade de uma mentira pode levar ao pecado mortal. Ou seja, a mentira é um pecado venial e se torna mortal quanto fere gravemente a virtude da justiça e da caridade.

A Igreja pede que a verdade seja vivida principalmente no exercício da autoridade, dos políticos. Ela é muito direta no exercício da autoridade civil: a verdade tem que levar ao bem comum.

A Igreja também coloca esta questão para todos aqueles que trabalham nos meios de comunicação: o dever de buscar a verdade e que ela seja passada de tal forma que forme uma consciência crítica. Busque a veracidade dos fatos. Busque a justiça e a verdade na política, na organização, na comunicação, na imprensa. Busque a verdade que forme o povo de Deus, em bases sociais, lembrando que toda a falta cometida contra verdade exige reparação do autor da mentira e quando se torna impossível reparar um erro publicamente, deve pelo menos fazê-lo secretamente.

A caridade e o respeito à verdade devem ditar a resposta a todo pedido de informação ou de comunicação. O bem e a segurança do outro e o respeito à vida privada são razões suficientes para se calar aquilo que não deve ser conhecido. O dever de evitar o escândalo impõe, muitas vezes, uma estrita descrição. Ninguém é obrigado a revelar a verdade aquém não tem o direito de conhecê-la.

Cito o texto bíblico: “Uma disputa entre orgulhosos faz correr sangue; suas injúrias fazem sofrer os ouvidos” (Eclo 27, 16). Uma linguagem cheia de blasfêmias é horripilante e sua grosseria fará com que não se queiram ouvi-la.

Cada um deve manter a justa reserva da vida privada das pessoas. Toda pessoa tem o direito da justiça e da caridade, de ter uma boa reputação.


PHOTO

Leia também:
Existe mentira branca, que não prejudica ninguém?

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MandamentosVerdade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia