Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que os primeiros cristãos rezavam antes e depois das refeições?

PRAY
Monkey Business Images | Shutterstock
Compartilhar

Na verdade, essa tradição precede o cristianismo

Muita gente está familiarizada com a prática cristã de rezar antes de uma refeição. Mas você sabia que os cristãos antigos também rezavam depois de comer?

Ambos os costumes são muito antigos e precedem o cristianismo.

De acordo com Andrew Lambing, essa prática de abençoar a comida e dar graças a Deus remonta a Moisés:

Moisés, que estabelece a lei para o povo escolhido, diz: “Quando você comer e estiver satisfeito, agradeça ao Senhor.” Segundo o Talmude, a forma de oração recitada pelos judeus após cada refeição era a seguinte: “Abençoado sejais Vós, ó Senhor, nosso Deus, o rei do mundo, que produziu este alimento (ou bebida) da terra (ou da videira).”

Existem várias passagens no Novo Testamento que narram Jesus abençoando as refeições e dando graças a Deus, seguindo essas tradições judaicas. Muitos dos pais da igreja também comentaram sobre esse tópico e incentivaram seus seguidores a fazer o mesmo.

Tertuliano disse: “A oração começa e termina a refeição”.

Santo Atanásio testemunha, nas seguintes palavras, o costume de seus primeiros dias: “Quando nos sentamos à mesa e pegamos o pão para parti-lo, fazemos o sinal da cruz três vezes e retribuímos graças. Após a refeição, renovamos nossa ação de graças dizendo três vezes: ‘O bom e misericordioso Senhor deu alimento àqueles que O temem. Glória ao Pai…'”

O austero São Jerônimo segue com a advertência: “Ninguém nunca se sente à mesa sem ter orado, e nunca a deixe sem agradecer ao Criador”.

São João Crisóstomo repreende alguns dos cristãos de seu tempo: “Devemos orar antes e depois das refeições”.

Esse costume foi passado para cada geração, para que não nos esquecêssemos de quem criou esse alimento e o forneceu para nós. Embora o homem tenha desempenhado um papel vital na transformação dos frutos da terra em alimentos, Deus foi quem criou tudo para nosso benefício.

Isso nos ajuda a permanecer humildes e gratos pelas bênçãos que temos, sabendo que nem todos têm tanta comida na mesa.

Portanto, nunca nos esqueçamos de rezar antes das refeições, mas também consideremos fazer uma oração de agradecimento após cada uma delas, dando graças a Deus pela comida que agora satisfaz nossa fome.

Boletim
Receba Aleteia todo dia