Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

O padroeiro dos empresários e dos trabalhadores do varejo

SAINT Homobonus

Claudine Van Massenhove | Shutterstock

Philip Kosloski - publicado em 29/11/19

Santo Homobono foi um exemplo de que não é preciso vender a alma para comercializar mercadorias

Possuir e administrar uma empresa de maneira virtuosa nem sempre não são tarefas fáceis. Existem muitas tentações que podem levar a um caminho muito obscuro, de corrupção.

Contudo, os santos nos mostram que é possível administrar um negócio bem-sucedido, seguindo os valores cristãos.

Santo Homobono é um excelente exemplo. Ele nasceu no século XII em uma rica família de comerciantes da Itália. Durante toda a sua vida, Homobono nunca tomaria uma decisão comercial que colocaria em risco a sua alma. Ele preferiria perder toda a sua fortuna a trair o Evangelho.

No final de um longo dia de trabalho, ele parava em uma igreja próxima e rezava a Liturgia das Horas com os monges. Ele também rezava frequentemente no meio de seu trabalho, parando o que estava fazendo para louvar o Criador.

Juntamente com uma vida de oração devota, ele também doava livremente muito de seu lucro aos pobres e sofredores, visitando-os pessoalmente e entregando-os exatamente o que eles precisavam. Alan Butler detalha um exemplo de sua caridade:

“Não contente em dar seus décimos aos discípulos de Cristo em dificuldades financeiras, após a morte de seu pai (de quem ele herdou um estoque considerável no comércio, além de uma casa na cidade e uma pequena vila no país), ele parecia não limitar suas esmolas: procurava os pobres em seus chalés e, embora alegremente aliviasse suas necessidades corporais, ele os exortava com ternura ao arrependimento e à vida santa. Sua esposa às vezes reclamava que, com suas esmolas excessivas, ele logo reduziria sua família à mendicância; mas ele respondeu-lhe suavemente, que dar aos pobres é gastar dinheiro com o melhor interesse, cem vezes, como pagamento pelo qual o próprio Cristo nos deu seu vínculo”.

O que pode surpreender alguns é que ele era um excelente comerciante. Ele era um homem santo e um bom homem de negócios, capaz de integrar com sucesso sua fé em seus empreendimentos diários.

Santo Homobono é um intercessor perfeito para qualquer empresário ou trabalhador no varejo. Seu exemplo mostra que, com grande disciplina, não é necessário vender sua alma para vender mercadorias no mundo moderno.


SAINTS

Leia também:
Por que cada profissão tem um santo padroeiro?

Tags:
SantosTrabalho
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia