Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ouça “Veni, Veni, Emmanuel”, um tradicional hino de Advento

Eucharistic hymn
Compartilhar

O hino é uma síntese dos “Antiphons” cantados pelas Vésperas durante a oitava antes do Natal

O hino de Advento (e Natal) Veni, Veni, Emmanuel é de fato uma síntese dos antigos Antiphons, cantados às Vésperas durante a oitava antes do Natal desde pelo menos o século IX.

Mas enquanto os Antiphons são medievais, esse hino é bem mais recente: encontra-se no Psalteriolum Cantionum Catholicarum, editado em Colônia (Alemanha) em 1710.

Um detalhe interessante sobre esse hino é que suas iniciais formam um acróstico: pegue as letras iniciais de Emmanuel, Rex, Oriens, Clavis, Radix, Adonai, Sapientia, e você terá a frase em latim Ero Cras, que pode ser traduzida como “eu estarei lá amanhã”, como se anunciasse a chegada do Messias.

Aqui, incluímos a primeira estrofe:

Veni, veni, Emmanuel

captivum solve Israel,

qui gemit in exsilio,

privatus Dei Filio.

R: Gaude! Gaude! Emmanuel,

nascetur pro te Israel!

O come, O come, Emmanuel,

and ransom captive Israel,

that morns in lonely exile here

until the Son of God appear.

R: Rejoice! Rejoice! O Israel,

to thee shall come Emmanuel!

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.