Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Uruguai recebe em paz resultado de eleições, em meio a uma América Latina em chamas

URUGUAY

ICM_uy | Twitter

Agências de Notícias - publicado em 29/11/19

Mas o mais importante, concluiu, "temos uma enorme confiança em nosso processo eleitoral, que está cheio de garantias e controladores"

Na véspera das eleições presidenciais de domingo no Uruguai, partidários do governo e da oposição cantaram juntos o hino nacional em frente ao Rio da Prata, um ato espontâneo que viralizou e foi um prelúdio do que viria a seguir.

Políticos de todos os partidos comemoraram o episódio, repetindo uma tônica que acabou se estendendo muito após o dia de votação e até o candidato governista, Daniel Martínez, reconhecer a derrota para o adversário, Luis Lacalle Pou, nesta quinta-feira (28).

É que em uma definição inédita que ficou dependente de uma segunda contagem de votos por parte das autoridades eleitorais, a Frente Ampla (esquerda, situação) e uma coalizão opositora liderada pelo Partido Nacional (centro-direita), ficaram a apenas 30.000 votos de distância a favor da oposição no segundo turno, e não se viu a tensão que poderia representar a espera pelo nome do futuro presidente.

A decisão de Martínez de não outorgar a vitória a uma coalizão ansiosa por festejar na noite de domingo, quando tecnicamente existia uma chance remota de que o resultado pudesse ser revertido, motivou duras críticas ao candidato governista, inclusive do próprio Lacalle Pou, mas a mensagem predominante foi a da calma e da paciência pelo pronunciamento oficial.

O compasso de espera terminou nesta quinta, quando Martínez publicou em sua conta no Twitter sua saudação “ao presidente eleito @LuisLacallePou”, com quem se reunirá na sexta-feira.

Em Montevidéu, motoristas começaram a fazer buzinaços em sinal de comemoração e alguns partidários da coalizão opositora comemoraram nas ruas.

A Corte Eleitoral, que já alcançou em sua contagem um número de votos que torna irreversível a vitória do candidato de centro direita, não vai oficializar o nome do vencedor até terminada a apuração secundária, antecipou nesta quinta-feira à AFP o presidente do organismo, José Arocena.

– Uma “sociedade amortecedora” –

Em uma América Latina convulsionada, com protestos sociais no Chile e na Colômbia e antes no Equador, a violência pós-eleitoral na Bolívia e a crise econômica na Argentina, o Uruguai aparece como um oásis de paz política.

E os especialistas ensaiam explicações.

A democracia uruguaia se construiu desde muito cedo “com base em pactos entre os principais partidos”, que criaram “um marco institucional muito sólido, muito consistente, que correspondia a um clima de tolerância e aceitação dos adversários” e até “de cooperação”, explicou à AFP o historiador e escritor Gerardo Caetano.

Apesar das crises nos anos 1960 e 1970 por razões internas e externas, o Uruguai “tem um acordo de regime: um percentual gigantesco da população diverge em dezenas de coisas, mas tem um acordo de regime (e) aposta na democracia como plataforma onde se dirimem as diferenças. Quem arbitra as controvérsias é o povo, através das urnas”, resumiu Caetano.

O historiador uruguaio Carlos Real de Azúa falava em uma “sociedade amortecedora”, lembra a também historiadora Vania Markarian em declarações à AFP. É uma sociedade que “amortece os conflitos” por diversos fatores, explica.

O Uruguai tem um “sistema de partidos estável” e “continua sendo um país de proximidades” sociais e geográficas “e isso continua funcionando”, destacou. Além disso, é um país que tem melhorado seus índices sociais sobre desigualdade e tem “movimentos sociais de uma responsabilidade e capacidade de controle surpreendentes”.

“Aqui, qualquer ator político sabe com quem falar quando aparecem reivindicações”, afirmou.

Mas o mais importante, concluiu, “temos uma enorme confiança em nosso processo eleitoral, que está cheio de garantias e controladores”.

Para o cientista político Daniel Chasquetti, da estatal Universidade da República, uma distribuição de renda mais equitativa que em outros países da região e “políticas compensatórias” para mitigar desigualdades determinam um “grau de satisfação maior ou um mal-estar menor”.

Mas existe também uma série de estruturas que “atam Estado, economia e sociedade: partidos políticos, sindicatos, instituições (públicas) que funcionam, com autoridades legítimas e (que) se reconhecem entre si como interlocutores válidos”.

É uma combinação que gera um “bom equilíbrio”, destacou. “Não é perfeito, mas funciona”.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia