Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Crise social começa a se refletir na economia chilena

PUERTO MONTT

Twitter-Alejandro Bernales Diputado

Agências de Notícias - publicado em 01/12/19

O Banco Central anunciou na véspera uma intervenção no valor de 20 bilhões de dólares

O ataque a uma subestação elétrica no norte do país e novos saques, juntamente com os apelos à retomada da Praça Itália em Santiago, marcam nesta sexta-feira (29) a sexta semana de protestos no Chile, cujo impacto começa a se refletir na economia.

Em um cenário intenso, a economia local começa a mostrar o primeiro impacto da prolongada crise social.

O Banco Central anunciou na véspera uma intervenção no valor de 20 bilhões de dólares, metade de suas reservas internacionais, para sustentar o peso, que alcançou mínimos históricos.

Em uma sessão volátil, o peso chileno conseguiu recuperar 2,3% nesta sexta e fechar em 809,46 unidades por dólar.

“O dólar ainda é volátil, porque os mercados permanecem muito especulativos sobre a situação econômica do nosso país”, disse o ministro da Economia, Lucas Palacios.

O ministro explicou que a ação do organismo emissor tem uma mensagem nas entrelinhas: “O que o Banco Central também está dizendo é que há uma reação exagerada em nosso país, porque nosso país tem condições macroeconômicas fortes e institucionais também fortes, portanto, o que o que está fazendo é matizar essa reação exagerada”, explicou.

Os protestos começaram em 18 de outubro passado e deixaram 23 mortos. Milhares de pequenas lojas e grandes supermercados foram saqueados e queimados durante toda a revolta, que também forçou os shopping centers a fecharem as portas mais cedo.

Nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) informou que a produção industrial caiu 5,8% em outubro em relação ao mesmo mês do ano anterior, bem como a mineração, que recuou 1,7%.

A queda na produção industrial se explica pela menor produção de alimentos e bebidas “devido à menor produção de vinho a partir de uvas frescas (exceto vinho espumante) embaladas, devido a paralisações temporárias em algumas fábricas do item para a contingência”, de acordo com o INE.

Enquanto isso, a mineração recuou devido à menor extração de ferro e a uma expansão sutil do cobre (+0,1%) – do qual o Chile é o principal produtor em todo o mundo.

Já o índice de desemprego, informado pelo INE nesta sexta, ficou entre 7% entre agosto e outubro em relação ao mesmo período de 2018, sem ter incorporado ainda os efeitos da crise social, que provocou fechamentos no comércio e nos serviços.

O país registrou 639.590 desempregados neste período, de uma força de trabalho de 9,1 milhões de profissionais.

– Ataques e saques que continuam –

Na noite de quinta-feira, um grupo queimou uma dúzia de veículos estacionados dentro da subestação elétrica da cidade de Copiapó, no norte do país, sem conseguir alterar o fornecimento de eletricidade, mas pela primeira vez pondo em risco essa estação, em um clima de confronto que não arrefece.

O ataque se soma aos saques em outras cidades, especialmente na comuna de La Cisterna, nos arredores de Santiago, onde novos ataques ao comércio adicionaram destruição a uma área que já sofre com a ação de criminosos.

Quatro delegacias de polícia em Santiago e uma em Antofagasta (norte) também foram atacadas, com um saldo de 31 feridos, segundo um relatório da polícia.

Desde o início das manifestações, com protestos dos estudantes sobre o aumento das tarifas do metrô de Santiago que levou à maior crise social do país desde o retorno à democracia em 1990, quase 7.000 eventos violentos foram relatados, com 17.834 pessoas detidas até quinta-feira. Somente por saques, a polícia prendeu 4.857 pessoas.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia