Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

“Foi um milagre”, diz homem que caiu sobre trilhos do metrô

Reprodução / Youtube
Compartilhar

Vídeo do acidente comoveu a internet após mostrar que veículo parou em cima do rapaz, que estava desacordado

Um vídeo mostrando um passageiro caído nos trilhos do metrô de São Paulo e a reação de quem presenciou a cena viralizou nas redes sociais, causando apreensão e alívio.

As imagens mostram um homem desacordado sobre a via férrea. Nelas, é possível ouvir os comentários apreensivos de quem está gravando. Dá para ouvir também vozes de outros passageiros que demonstram desespero com a cena, preocupados com o trem, que se aproxima. De repente, o veículo aparece, causando pânico em todos os presentes, até que o mesmo diminui sua velocidade e, lentamente, para sobre a pessoa desmaiada.

Em questão de segundos, o homem recupera os sentidos e se movimenta para sair debaixo da composição do veículo. Um funcionário do Metrô o ajuda a retornar à plataforma e, aparentemente, não há indícios que ele tenha sido atingido pelo veículo.

Além de virar assunto na internet, o acidente também foi tema de inúmeras reportagens e, em uma delas, a equipe de jornalismo promoveu um comovente encontro entre o passageiro Elizeu da Costa e Amanda Bolognini, operadora do Metrô de SP.

Na reportagem realizada por Valmir Salaro, para o programa Fantástico (TV Globo), Elizeu conta que sofreu um episódio de amnésia, e não se recorda como chegou até a estação São Joaquim, onde se acidentou. Ele havia passado parte da madrugada ao lado de alguns amigos e, após eles terem ido embora, continuou no videokê conversando com pessoas que havia conhecido no local. Depois disso, não se lembra de mais nada.

De acordo com as câmeras de vigilância do Metrô, Elizeu desembarcou às 5h35 da manhã na Estação São Joaquim. Ele estava sozinho e ficou por quase uma hora encostado em uma parede da plataforma. Depois, ele começa a caminhar em direção à área de embarque, onde caí sobre os trilhos.

O vídeo gravado por um dos passageiros que presenciou o acidente mostra o que ocorreu após sua queda e nele também dá pra ver o rosto de Amanda, a condutora do vagão de 55 toneladas que quase atingiu o rapaz.

Segundo o relato de Amanda, ao notar o aviso de que a “desenergização” (interrupção do sistema de energia) dos trilhos havia sido acionada com um dispositivo de emergência – procedimento que faz parte das normas de segurança do Metrô – ela imediatamente acionou o freio do vagão e, cerca de três segundos depois, conseguiu interromper o movimento por meio de atrito.

Perguntando pelo repórter se ele se considera um sobrevivente, Elizeu prontamente respondeu: “Com certeza, eu considero um milagre!”.

Em seguida, o repórter comenta com Elizeu que Amanda também é uma sobrevivente, pois em 2018 ela passou por um transplante de fígado e que nessa mesma época, no ano passado, estava se recuperando da cirurgia.

“Oito meses depois voltei a trabalhar e calhou de eu estar no momento certo, com as pessoas certas”, disse a condutora e referindo ao acidente de Elizeu. Ele então completou: “Ela sobreviveu para que eu sobrevivesse”.

Assista ao vídeo:

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.