Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 28 Janeiro |
São Tomás de Aquino
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

O trabalho oculto da Igreja Católica com milhares de "crianças-soldado"

© ACN

Dolors Massot - publicado em 02/12/19

Elas fugiram da guerra civil no Sudão do Sul e vivem como refugiados em Uganda. A descoberta do amor de Deus lhes deu esperança

Existem feridas de guerra que não sangram, mas causam um sofrimento maior do que se possa imaginar. Cada “criança-soldado” guarda em si a memória de um inferno. Elas são usadas como combatentes, como escudos humanos, como fantoches drogados e alcoolizados para cometer os crimes mais horríveis. E são obrigadas a isso.

No Sudão do Sul, a guerra civil atinge a população desde 2013. Desde 2017, o país está no topo da lista do Ranking dos Estados falidos​​no mundo. Ele ocupa esse lugar porque o caos é a regra, os alimentos básicos não chegam a seus habitantes e a violência é incontrolável.

Dois milhões de pessoas decidiram fugir do país rumo ao sul e agora vivem como refugiados em Uganda. Eles perderam seus parentes e deixaram para trás suas casas e terras, com o único objetivo de permanecer vivos. Um desses refugiados é Santos.

“Nós nunca conhecemos a paz”

“Muitos de nós nunca conheceram a paz. Somos chamados de ‘geração perdida'”, diz Santos. Ele é testemunha de quantas pessoas nessa situação “caem em desespero e perdem o sentido da vida”.

Mas Santos testemunha que, em meio a tanta desgraça, milhares de “crianças-soldado” estão sendo resgatadas. Agora, elas já não precisam mais matar, mas a lembrança do que viveram as assombra. “Não é só alimentá-las. É preciso reintroduzi-las em uma vida normal.”

Um motivo de esperança na vida dessas crianças

Qual é a fórmula para uma criança-soldado recuperar a dignidade e a esperança? “Isso só é possível trazendo Jesus para a vida delas”, diz Santos. Ele constata isso diariamente naqueles meninos que descobriram a misericórdia e o amor de Deus.

“Ensinamos catecismo e oferecemos a Eucaristia”, explica Santos. E pouco a pouco, as crianças recuperam a alegria e começam a pensar no futuro. Suas feridas internas curam.

É a Igreja Católica que torna esse serviço possível

Este trabalho de atenção às crianças-soldado e aos 300.000 refugiados que vivem no assentamento onde Santos trabalha é coordenado pelo Centro Emaus, instalado a 50 quilômetros da capital, Kampala, pela Fundação Ajuda à Igreja Necessitada, também conhecida como Ajuda à Igreja que Sofre (ACN).

Um Presente de Fé

Este serviço só é possível graças a muitas pessoas de todas as partes do mundo que colaboram economicamente. Neste Natal, é possível contribuir oferecendo um Presente de Fé, que consiste em transformar um presente material em uma doação. É simples e pode ser feito em seu próprio nome ou oferecendo o presente em nome de um familiar ou outra pessoa.

Com a pequena contribuição de muitos, podemos ajudar na regeneração de “crianças-soldado” e de tantas pessoas que sofrem no mundo. Podemos ajudar a Igreja Católica a levar Jesus aos territórios mais abandonados. Que a boa notícia também chegue a eles: o nascimento de Deus em nossos corações.

Você pode oferecer o seu Presente de Fé neste Natal fazendo uma doação para a Fundação ACN:

Se você está oferecendo seu Presente de Fédo Brasil, use este link:

https://bit.ly/2Qm0HW4

Se você está oferecendo seu Presente de Féde Portugal, use este link:

https://bit.ly/37hg2gW

Tags:
CaridadeIgrejaPobreza
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Robson de Oliveira
Reportagem local
Processo contra pe. Robson está arquivado definitivamente, notici...
2
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
3
ROSARY
Reportagem local
Exorcista alerta sobre os perigos de "falar" com os mortos
4
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
5
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
6
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
7
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia