Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O catador de lixo que fez questão de pagar o dízimo (e além do valor correto)

LENT
Mrmohock - Shutterstock
Compartilhar

“Eu dou 1 real a mais para Deus”, disse o homem

O site da Comunidade Shalom publicou um testemunho emocionante e surpreendente. 

A missionária Raquel Tomé conta que auxiliava em uma Missa na cidade de Fortaleza, CE, quando avistou um “senhor, já com os cabelos brancos, roupa suja e aspecto pobre. Ele vinha com um carrinho de coleta de lixo, aproximou-se da esquina da praça,  sentou-se no chão e começou a abrir os sacos de lixo buscando alguma coisa que desse para vender”.

A missionária, então, se compadeceu do homem e rezou a Deus, pedindo para que não faltassem o pão material e o espiritual para aquele senhor. 

Terminadas as orações, o homem pediu para falar com um dos acólitos, que chamou Raquel. 

“Eu estava fazendo a coleta quando um irmão me disse que aquele senhor queria dar alguma coisa’. Eu pensei que fosse um papel com intenções para colocar na missa, então me aproximei dele e perguntei o que ele desejava. O homem respondeu-me exatamente assim: ‘Eu acabei de ganhar R$ 50,00, quanto tenho que dar de dízimo?’. 

Eu fiquei tão surpresa que respondi sem calcular, afirmando que seriam R$ 10,00. Ele então falou: ‘Fica aí que eu vou pegar mais’ , e foi até o seu carrinho de lixo. Vi que ele estava com algum dinheiro na mão,  o papel que eu pensava ser de intenções. Como fiquei na dúvida, por conta da emoção, perguntei e um irmão me falou que o valor do dízimo seria de R$ 5,00. Então, corri atrás do senhor e falei  que o correto seriam cinco reais”, conta a missionária.

A surpresa

Quando o homem voltou, Raquel Tomé ficou surpresa com o gesto dele. Ela detalha: 

“O senhor me deu 3 notas de R$ 2,00 e falou: ‘eu dou um real a mais para Deus’, e repetiu: ‘EU DOU UM REAL A MAIS PARA DEUS’. Fiquei tão emocionada, perguntei se tinha um lápis ou caneta para eu anotar o nome dele para colocar no meu caderno de intercessão. Ele então apontou com as duas mãos para o céu e disse: ‘não precisa, Deus está vendo’. Pegou seu carrinho, com os olhos cheios de lágrimas – os meus também – e foi embora”.

Claro que este ato de gratidão foi visto e reconhecido por Deus com muito amor!

Boletim
Receba Aleteia todo dia