Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A passagem bíblica que o Papa recomenda a quem quer aprender a se despedir

POPE AUDIENCE
Compartilhar

Segundo Francisco, o capítulo 20 dos Atos dos Apóstolos contém uma de suas passagens mais bonitas, incluindo um lembrete da importância do exame diário de consciência

O Papa Francisco diz que uma das passagens mais bonitas dos Atos dos Apóstolos é quando São Paulo se despede dos sacerdotes de Éfeso. O Santo Padre nos recomenda ler a passagem no Capítulo 20, como uma maneira de entender “como os sacerdotes hoje devem se despedir, e também como todos os cristãos devem se despedir”.

O Papa enfatizou a frase dita por Paulo: “preste atenção a si mesmo e a todo o rebanho”. Segundo a passagem, os lobos tentariam destruir a mensagem do Evangelho.

Para o Papa Francisco, isso é um lembrete da importância do exame diário da consciência:

“Este é o trabalho do pastor: vigiar, vigiar a si mesmo e a seu rebanho. O pastor deve vigiar, o pároco deve vigiar, os padres devem vigiar, os bispos, o papa deve vigiar. Manter vigília para proteger o rebanho, e também vigiar a si mesmo. Examine a sua consciência e veja como você cumpre esse dever de vigiar.”

O exame diário da consciência é um elemento característico da espiritualidade da família espiritual do Papa, da Companhia de Jesus ou dos jesuítas. Ele sempre enfatizou a importância do exame de consciência para a nossa vida espiritual.

Para seguir o conselho do Papa Francisco, eis o texto da despedida de Paulo:

“De Mileto mandou a Éfeso chamar os anciãos da igreja. Quando chegaram, e estando todos reunidos, disse-lhes: “Vós sabeis de que modo sempre me tenho comportado para convosco, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia.Servi ao Senhor com toda a humildade, com lágrimas e no meio das provações que me sobrevieram pelas ciladas dos judeus. Vós sabeis como não tenho negligenciado, como não tenho ocultado coisa alguma que vos podia ser útil. Preguei e vos instruí publicamente e dentro de vossas casas.Preguei aos judeus e aos gentios a conversão a Deus e a fé em nosso Senhor Jesus. Agora, constrangido pelo Espírito, vou a Jerusalém, ignorando a sorte que ali me espera. Só sei que, de cidade em cidade, o Espírito Santo me assegura que me esperam em Jerusalém cadeias e perseguições. Mas nada disso temo, nem faço caso da minha vida, contanto que termine a minha carreira e o ministério da palavra que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho ao Evangelho da graça de Deus. Sei agora que não tornareis a ver a minha face, todos vós, por entre os quais andei pregando o Reino de Deus. Portanto, hoje eu protesto diante de vós que sou inocente do sangue de todos, porque nada omiti no anúncio que vos fiz dos desígnios de Deus. Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja de Deus, que ele adquiriu com o seu próprio sangue. Sei que depois da minha partida se introduzirão entre vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho. Mesmo dentre vós surgirão homens que hão de proferir doutrinas perversas, com o intento de arrebatarem após si os discípulos. Vigiai! Lembrai-vos, portanto, de que por três anos não cessei, noite e dia, de admoestar, com lágrimas, a cada um de vós. Agora eu vos encomendo a Deus e à palavra da sua graça, àquele que é poderoso para edificar e dar a herança com os santificados. De ninguém cobicei prata, nem ouro, nem vestes. Vós mesmos sabeis: estas mãos proveram às minhas necessidades e às dos meus companheiros.Em tudo vos tenho mostrado que assim, trabalhando, convém acudir os fracos e lembrar-se das palavras do Senhor Jesus, porquanto ele mesmo disse: É maior felicidade dar que receber!”. A essas palavras, ele se pôs de joelhos a orar. Derramaram-se em lágrimas e lançaram-se ao pescoço de Paulo para abraçá-lo, aflitos, sobretudo pela palavra que tinha dito: “Já não vereis a minha face”. Em seguida, acompanharam-no até o navio.”

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia