Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A arte da disciplina

Shutterstock
Donnez-lui le temps dont il a besoin.
Pour que les enfants puissent résoudre des problèmes, ils ont besoin de temps. Vous ne pouvez pas exiger de lui qu'il fasse les choses plus vite simplement parce que vous êtes pressé.
Compartilhar

A vida é exigente e precisa da disciplina e da renúncia

Na vida, muitas vezes, fomos carregados pela disciplina, rígida e exigente. Percebemos, em nosso tempo, que muitas situações e concepções de vida desprezam a disciplina. Pensamos conseguir as coisas sem disciplina. Um ditado dos monges diz: “quem luta sem método, luta em vão”. Há que ter métodos claros para conseguir aprender e crescer.  

Um autor chamado John Bradshaw acha que a disciplina é a “arte de diminuir o sofrimento da vida”. Sem disciplina a pessoa sofre consigo mesma, sofre com sua confusão interior e exterior. Um outro autor diz que a disciplina gostaria de fazer com que pudéssemos nos alegrar sempre em toda parte.

Na disciplina aprendemos a viver nossa própria vida, ao invés de sermos vividos. Ajuda a tomar nossa vida nas mãos, dar-lhe a feição e forma. Os gregos falam também de “ascese”, que é exercício, treinamento. O esportista treina para alcançar sua meta, o filósofo se exercita na liberdade interior. 

O vício, por exemplo, não se muda sem ascese.  A ascese não é simples, mas um treinamento consciente da liberdade interior. Dela faz parte também a renúncia. Sem renúncia, dizem os psicólogos, a criança não consegue desenvolver um “eu”, uma personalidade forte e saudável. Quem precisa satisfazer sempre de imediato suas necessidades e desejos não crescerá. É preciso suportar as carências para, então, desenvolver a capacidade. A ascese me dá o sentimento de eu não ser apenas vítima de minha educação, mas de poder constituir eu mesmo minha vida. Ascese dá prazer à vida. Tenho prazer em me exercitar, em desenvolver minha capacidade. 

Sem esse prazer de viver não se pode dominar o vício. Quem aprende na ascese a adiar uma necessidade saberá gozar o prazer de viver. A ascese aumenta o gozo, ao passo que vício impede o verdadeiro gozo e a verdadeira alegria. Por isso, que nós possamos perceber que a disciplina faz bem. Dar tudo à mão das pessoas não é bom. A vida é exigente e precisa da disciplina e da renúncia. Muita paz pra você!

Boletim
Receba Aleteia todo dia