Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Hoje, 6 de dezembro: padres exorcistas convocam jornada de oração e jejum

SACRED HEART
Compartilhar

A intenção é “expulsar toda influência diabólica na Igreja, resultante de acontecimentos recentes”

Em novembro deste ano, quatro padres exorcistas dos Estados Unidos, que solicitaram anonimato, lançaram aos fiéis um apelo por meio do respeitado veículo informativo católico norte-americano National Catholic Register para que, em todo o mundo, nos uníssemos em uma jornada penitencial de oração e jejum neste dia 6 de dezembro com a intenção de “expulsar toda influência diabólica na Igreja, resultante de acontecimentos recentes“.

Os sacerdotes exorcistas pediram que os fiéis ofereçam nesta jornada a oração do Santo Rosário, bem como sacrifícios pessoais de jejum e abstinência, entre outros, além do ato de consagração da humanidade ao Sagrado Coração de Jesus e do ato de reparação ao Sagrado Coração de Jesus (reproduzimos ambos logo abaixo).

“Outros atos recomendados que encorajamos por essa intenção é fazer uma Hora Santa diante do Santíssimo Sacramento e assistir à Missa nesse dia, oferecendo os méritos da Missa por essa mesma intenção. Estamos incentivando todos os católicos que reconhecem o mal desses eventos a se unirem a nós num dia de oração e penitência, em 6 de dezembro, com o propósito de expulsar toda influência diabólica dentro da Igreja, resultante desses eventos recentes, junto com qualquer outro evento”.

Os exorcistas destacaram ainda a importância da luta espiritual na Igreja e denunciaram pecados como a idolatria. Por outro lado, recordaram que os atos de reparação pedem perdão pelos pecados pessoais, pelas ofensas à modéstia cristã, pelos ataques à inocência, pela profanidade aos domingos e dias de preceito e pelas blasfêmias.

Eis os atos de consagração e reparação propostos pelos sacerdotes para rezarmos neste dia:

Ato de consagração da humanidade ao Sagrado Coração

(da Carta Encíclica ‘Annum Sacrum’, de Leão XIII)

Ó Dulcíssimo Jesus, ó Redentor do gênero humano, lançai um olhar sobre nós, humildemente prostrados diante do vosso Altar! Somos vossos e vossos queremos ser; e para podermos viver mais estreitamente unidos a Vós, eis que cada um de nós se consagra ao vosso Sacratíssimo Coração. Muitos, porém, já não vos conhecem; muitos, ao desprezar os vossos Mandamentos, repudiam-Vos. O Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros; e atraí todos ao vosso Coração Santíssimo.

Sê finalmente o Rei de todos os que estão envoltos nas superstições do paganismo e não recuseis tirá-los das trevas para traze-los à Luz do Reino de Deus.

Obtende, ó Senhor, a integridade e liberdade segura para a vossa Igreja; dai a todo o povo a tranquilidade da ordem; fazei com que de uma extremidade à outra da Terra ressoe esta única voz: “Seja louvado este Coração do qual provém a nossa salvação! A Ele a Glória e a Honra pelos séculos! Amém!”.

Ato de reparação ao Sagrado Coração

Dulcíssimo Jesus, cuja infinita caridade para com os homens é por eles tão ingratamente correspondida com esquecimentos, friezas e desprezos, eis-nos aqui prostrados na Vossa presença, para Vos desagravarmos, com especiais homenagens, da insensibilidade tão insensata e das nefandas injúrias com que é de toda parte alvejado o Vosso amorosíssimo coração.

Reconhecendo, porém, com a mais profunda dor, que também nós mais de uma vez cometemos as mesmas indignidades, para nós, em primeiro lugar, imploramos a Vossa misericórdia, prontos a expiar não só as próprias culpas, senão também as daqueles que, errando longe do caminho da salvação, ou se obstinam na sua infidelidade, não Vos querendo como pastor e guia, ou, conculcando as promessas do batismo, sacudiram o suavíssimo jugo da Vossa santa lei.

De todos estes tão deploráveis crimes, Senhor, queremos nós hoje desagravar-Vos, mais particularmente da licença dos costumes e imodéstia do vestido, de tantos laços de corrupção armados à inocência, da violação dos dias santificados, das execrandas blasfêmias contra Vós e Vossos Santos, dos insultos ao Vosso Vigário e a todo o Vosso clero, do desprezo e das horrendas e sacrílegas profanações do Sacramento do divino amor e, enfim, dos atentados e rebeldias das nações contra os direitos e o Magistério da Vossa Igreja.

Oh! Se pudéssemos lavar com o próprio sangue tantas iniquidades!

Entretanto, para reparar a honra divina ultrajada, Vos oferecemos, juntamente com os merecimentos da Virgem Mãe, de todos os santos e almas piedosas, aquela infinita satisfação, que Vós oferecestes ao eterno Pai sobre a cruz, e que não cessais de renovar todos os dias sobre nossos altares.

Ajudai-nos Senhor, com o auxílio da Vossa graça, para que possamos, como é nosso firme propósito, com a vivência da fé, com a pureza dos costumes, com a fiel observância da lei e caridade evangélicas, reparar todos os pecados cometidos por nós e por nosso próximo, impedir, por todos os meios, novas injúrias de Vossa divina Majestade e atrair ao Vosso serviço o maior número de almas possíveis.

Recebei, ó benigníssimo Jesus, pelas mãos de Maria santíssima reparadora, a espontânea homenagem deste nosso desagravo, e concedei-nos a grande graça de perseverarmos constantes, até à morte, no fiel cumprimento de nossos deveres e no Vosso santo serviço, para que possamos chegar todos à pátria bem-aventurada, onde Vós com o Pai e o Espírito Santo viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.

Amém.

Boletim
Receba Aleteia todo dia