Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Padre responde: “Santa Maria, ‘Mãe de Deus’: o correto não seria ‘Mãe de Jesus'”?

THEOTOKOS,UNBURNT BUSH

Юрий Рудницкий | CC BY-SA 3.0

Aleteia Brasil - Arquidiocese de São Paulo - publicado em 06/12/19

"Os cristãos sempre proclamaram que há um só Jesus e não dois"

O pe. Cido Pereira mantém no jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, uma coluna em que responde a dúvidas de leitores. Nesta semana ele respondeu à indagação de Mariana, do bairro da Lapa: “Por que, na Ave-Maria, rezamos ‘Santa Maria, Mãe de Deus’ e não ‘Mãe de Jesus?’”

Eis a resposta do pe. Cido:

Veja, Mariana: no “Creio em Deus Pai”, oração que resume todas as verdades de nossa fé, nós proclamamos assim: “[…] Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, […] Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, […] E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus: e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem.” Os cristãos sempre proclamaram que há um só Jesus e não dois. Que o Jesus verdadeiro Deus e o Jesus verdadeiro homem é o único Jesus, nosso Redentor, nosso Salvador, a segunda pessoa da Santíssima Trindade. O Papa emérito Bento XVI proclamou numa fórmula belíssima essa verdade, ao afirmar que Jesus é o rosto humano de Deus e o rosto divino do homem. É por esse motivo que nós invocamos Nossa Senhora, dizendo: Santa Maria, Mãe de Deus! “Como isso é possível?”, você deve estar se perguntando. Como é possível que a criatura seja mãe do Criador? Pois é, a própria Nossa Senhora, diante do impossível que lhe pareceu ser mãe sem a colaboração de um homem, sendo virgem, ouviu do anjo que lhe dava esta missão a resposta: “O que é impossível para o homem é possível para Deus”. É por essa e por muitas outras razões que nós, católicos, aprendemos a amar e a venerar Maria, a Mãe de Deus, que, por sinal, é nossa mãe também, porque sendo Mãe de Cristo, a cabeça da Igreja, é mãe também dos membros desta Igreja que somos todos nós. Então, minha irmã, para concluir, está certíssima a Igreja quando nos convida a invocar Maria como Mãe de Deus e não Mãe de Jesus. Com isso, proclamamos mais uma vez que Jesus é, ao mesmo tempo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Fique com Deus, minha irmã. Que Ele abençoe você e sua família.

Nossa Senhora do Carmo

Leia também:
Um sinal infalível para distinguir um inimigo de Deus: o desprezo por Maria

Tags:
DoutrinaJesusMariaNossa Senhora
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia