Aleteia

Sexta-feira 13: o medo é mais divertido que a própria realidade da data

Compartilhar

A origem da superstição em torno da data tem a ver com um grupo de cavaleiros medievais

Quando chega a sexta-feira 13 você costuma adotar alguma superstição ou tomar algumas precauções?

Talvez a maior precaução que você possa tomar para evitar qualquer infortúnio seja entender por que a sexta-feira 13 passou a ser conhecida como um dia de azar. Então, o desejo de realizar algum ato supersticioso de autoproteção pode parecer desnecessário.

Segundo artigo de Becky Little, no site da National Geographic, tudo tem a ver com os Cavaleiros Templários. “O Código Da Vinci”, de Dan Brown, descreve como os membros dessa ordem medieval de cavalaria foram presos em uma sexta-feira 13 e que a data, para eles, passou a ser sinônimo de azar.

O livro de Brown pode ter dado um tom supersticioso às coisas, mas Little ressalta que a prisão foi muito mais prosaica. Os Cavaleiros tinham dinheiro, porque parte de sua missão era agir como uma espécie de banco, e o rei Filipe IV usava a heresia como desculpa para fechar a Ordem e confiscar seus fundos, de que ele precisava.

Mas, como todos sabemos, as teorias da conspiração – como a crença na sexta-feira 13 – são muito mais divertidas e interessantes do que a própria realidade dos fatos. Algumas teorias surgiram em relação aos Cavaleiros Templários:

  • Eles foram criados por uma organização chamada Priorado de Sião para escavar em Jerusalém e encontrar informações sobre a linhagem de Cristo;
  • Eles descobriram o tesouro, ou o Santo Graal, ou algum segredo herético (por exemplo, que Jesus se casou com Maria Madalena, ou nunca ressuscitou da sepultura);
  • Os Templários se tornaram os maçons.

De fato, os Cavaleiros Templários são “mais interessantes como protetores de um segredo antigo, do que homens solteiros que concediam empréstimos”, como Little coloca. “Mas se você contar a história mais sensacional, encobrirá a história real: que às vezes os líderes são gananciosos e fazem acusações falsas. E às vezes as pessoas inventam coisas para dar a fenômenos recentes, como sexta-feira 13, uma origem histórica mais profunda.”

Boletim
Receba Aleteia todo dia