Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Curado de câncer terminal morre em acidente um mês depois da alta, em MG

Vamberto Luiz de Castro / Arquivo Pessoal (via redes sociais)

Aleteia Brasil - publicado em 19/12/19

Caso lembra em certa medida o do jornalista Rafael Henzel, que sobreviveu à tragédia aérea da Chapecoense e morreu jogando futebol

O funcionário público aposentado Vamberto Luiz de Castro, de 64 anos, tinha conseguido se curar de um linfoma terminal após passar por um tratamento inédito na América Latina: uma terapia genética chamada CART-Cell.

Vamberto recebeu alta em outubro, depois de superar estágios profundamente agressivos do câncer, e, cerca de um mês depois, surpreendentemente, morreu num acidente em Belo Horizonte.

Fase terminal e cura impactante

Quando procurou o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto para tentar um tratamento experimental no Brasil e inédito na América Latina, realizado por uma equipe da Universidade de São Paulo (USP) e custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), Vamberto já estava em fase terminal de um linfoma extremamente agressivo. O tumor estava tão espalhado pelos seus ossos que ele não conseguia mais andar e precisava de doses máximas de morfina diária para suportar a dor.

Graças à terapia CART-Cell, a maioria dos tumores que tomavam o corpo de Vamberto no início de setembro desapareceu ao longo de um mês, a ponto de que, em outubro, embora ainda precisasse manter o tratamento, a melhora que ele apresentava foi suficiente para ser considerada como equivalente à cura do linfoma. Entrevistado na ocasião pelo portal de notícias G1, Vamberto afirmou:

“Hoje, o que eu quero, de verdade, é que aconteça para todas as pessoas que passam por isso o que aconteceu com a gente. A gente vai ter que fazer alguma coisa para buscar o apoio. Este benefício tem que atingir um número bem maior de pessoas”.

Ele se referia aos altos custos do tratamento, que, já aprovado nos Estados Unidos, ultrapassam 475 mil dólares.

Na mesma entrevista, Vamberto também falou dos fatores que considerava como a causa da sua cura, reconhecendo tanto a importância da medicina quanto a força da fé:

“Eu tenho recebido tanta manifestação de tanta gente que rezou! Eu prefiro dizer que é um misto de manifestação religiosa e ciência”.

A guinada surpreendente

O que parecia ser o início de uma nova vida, no entanto, sofreu uma inesperada reviravolta no último dia 11 de dezembro: segundo a Polícia Civil, o corpo de Vamberto deu entrada naquela data no Instituto Médico Legal, em Belo Horizonte, após um acidente que lhe causou um grave traumatismo craniano. Vamberto não resistiu.

Sua missa de sétimo dia foi rezada nesta terça-feira, 17.

“Viva Como se Estivesse de Partida“

O caso lembra em alguma medida o do jornalista Rafael Henzel, que sobreviveu à tragédia aérea da Chapecoense em 28 de novembro de 2016, quando perderam a vida 71 pessoas a bordo do voo LaMia 2933, que levava a delegação do time de futebol para a final da Copa Sul-Americana em Medellín, na Colômbia.

Rafael Henzel
Rafael Henzel / Reprodução

Em 2017, Rafael lançou o livro “Viva Como se Estivesse de Partida“, no qual contava a sua experiência pessoal de reavaliação da vida após a improvável sobrevivência a uma catástrofe aérea. Em 26 de março de 2019, Rafael foi levado de emergência ao Hospital Regional do Oeste de Santa Catarina, em Chapecó, depois de ter sofrido uma parada cardiorrespiratória durante um jogo de futebol com amigos e colegas de imprensa.

O súbito falecimento do jornalista sobrevivente de 45 anos causou grande comoção nas redes sociais, em especial por causa da consciência que ele parecia manifestar a respeito da fugacidade da vida neste mundo e da necessidade de estar preparado para partir a qualquer momento, vivendo, de fato, “como se estivesse de partida”.

Na mesma madrugada de seu falecimento, os médicos de Chapecó fizeram uma cirurgia para retirar as córneas de Rafael, com autorização da família, para serem doadas e transplantadas em algum dos pacientes em fila de espera.


Rafael Henzel

Leia também:
“Viva Como se Estivesse de Partida”: Rafael Henzel sabia que a passagem seria curta

Insondável mistério

Casos como o de Rafael e o de Vamberto podem reforçar em nós essa mesma consciência: diante do insondável mistério que é a vida, um fato certo é que a nossa passagem por esta fase finita da nossa existência eterna é breve e nem sempre acontece de acordo com os nossos planos.




Leia também:
Uma antiquíssima e belíssima oração bizantina pela alma dos falecidos

Tags:
CâncerMorteVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
7
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia