Aleteia

Oração para alcançar a paz interior

Compartilhar

“Cubra-me com o manto da serenidade, ilumina-me com a luz da bondade e acalma minhas tempestades interiores”

    No alvorecer da esperança, venho Te pedir, Senhor,
    a paz que restaura os corações aflitos.
    Desejo a paz, que cura as feridas
    e tranquiliza as emoções agitadas
    das falas precitadas.

    Cubra-me com o manto da serenidade,
    ilumina-me com a luz da bondade
    e acalma minhas tempestades interiores.

    Ensina-me, Senhor,
    a lição das flores, que, silenciosamente,
    desabrocham espalhando a beleza da vida
    e o perfume suave da delicadeza
    sem nada pedir em troca.

    Que minha vida irradie a paz das manhãs
    e o acalento findar das tardes serenas.
    Que meu silêncio não seja apenas ausência de palavras,
    mas sim uma oferta de amor a ti.

    Fala, Senhor, através do meu olhar!
    Que eles possam ver além das aparências,
    e que meus pensamentos de condenação
    se convertam em prece pela conversão
    para aqueles que antes de me roubarem a paz,
    já furtaram de si próprios a dádiva do amor.

    Que os ventos contrários da maldade alheia,
    não ofusquem a beleza da caridade;
    que os espinhos do julgamento,
    sejam professores para aqueles que ainda precisam
    aprender a graça de se deixarem florescer de bondade.

    Em tuas mãos, deposito minha esperança
    de ser para todos o que tu és para mim:
    uma fonte inesgotável de misericórdia
    na qual, agora, adentro para alvejar com Teu amor
    minha alma aflita e cansada.

    Amém!

    Por Pe. Flávio Sobreiro, via Canção Nova 

    Boletim
    Receba Aleteia todo dia