Aleteia

Pe. Zezinho responde a evangélico que declarou que José e Jesus não eram pobres

Pe Zezinho São José Jesus
Pe. Zezinho / Reprodução
Compartilhar

“Isto serve para quem prega a teologia da prosperidade: Jesus nunca foi próspero. Nem os doze discípulos foram!”

O pe. Zezinho postou em seu Facebook neste Natal:

Um fiel evangélico reagiu ao meu texto, dizendo que José, sendo carpinteiro, não era pobre. E insistiu que Jesus também não era pobre.

Acho que ele ouviu os pregadores errados e não leu direito sua Bíblia. Jesus dizia que as aves têm ninhos e as raposas têm tocas, mas Ele não tinha onde reclinar Sua cabeça. Desde que começou Sua pregação, não dormia na Sua casa. Era pregador itinerante.

Além disso, se na circuncisão de Jesus e na purificação de Maria o casal apresentou um par de rolas e dois pombinhos, é porque o texto de Levítico dizia que quem não tinha recursos poderia dar o mínimo. Se o casal tivesse bens não mentiria ao dar uma dádiva de pobres. Deram as aves porque não tinham recursos.

Além disso, não conseguiram uma hospedagem digna para o filho. Naqueles dias, ser artesão e carpinteiro nem sempre era sinal de posse de bens.

Os presépios estão certos ao mostrar um espaço de animais com manjedoura e feno! Ricos com dinheiro não iriam procurar uma estrebaria.

Sim, nasceu pobre e foi pobre e morreu pobre! E seu desprendimento foi total. E pediu isso dos discípulos mais achegados a Ele!

Isto serve para quem prega a teologia da prosperidade. Jesus nunca foi próspero. Nem os 12 discípulos foram!

Boletim
Receba Aleteia todo dia