Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 04 Dezembro |
São João Damasceno
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Como “Theotokos” se tornou o título perfeito da Virgem Maria

IMMACULATED CONCEPTION

Domaine Public

Philip Kosloski - publicado em 07/01/20

A Igreja primitiva resumiu a maternidade de Maria em uma única palavra grega

No ano de 431, houve um feroz debate na Igreja Católica sobre um título específico da Bem-Aventurada Virgem Maria. O debate exigiu um raro Conselho Ecumênico na cidade de Éfeso para resolver o problema.

Dois argumentos diferentes foram apresentados, um pelo bispo Nestório de Constantinopla e o outro por São Cirilo de Alexandria.

Nestório acreditava firmemente que Maria deveria ser chamada Christotokos, “portadora de Cristo”. Nestório usava uma linguagem que indicava que havia duas pessoas separadas reunidas em Jesus Cristo. Assim, a Bem-Aventurada Virgem Maria, dando a carne humana a Jesus, poderia ser o ‘portadora de Cristo’, mas não ‘portadora de Deus’.

Por outro lado, São Cirilo e um grande número de bispos acreditavam que Maria deveria ser chamada Theotokos, “portadora de Deus” (termo também traduzido como “Mãe de Deus”). Essa terminologia enfatiza que Jesus é uma pessoa de duas naturezas que estão unidas.

Foi determinado por uma esmagadora maioria que Theotokos era o título correto para Maria, e Nestório foi posteriormente afastado de sua posição como bispo de Constantinopla.

O título “Mãe de Deus” não significa que Maria de alguma forma existiu diante de Deus ou criou Deus, mas que Maria deu à luz Jesus, que é totalmente Deus e totalmente humano.

O Catecismo coloca assim: “Com efeito, Aquele que Ela concebeu como homem por obra do Espírito Santo, e que Se tornou verdadeiramente seu Filho segundo a carne, não é outro senão o Filho eterno do Pai, a segunda pessoa da Santíssima Trindade. A Igreja confessa que Maria é, verdadeiramente, Mãe de Deus («Theotokos»)” (CIC 495).

A tradição ortodoxa e bizantina do cristianismo continua a usar esse título de Maria, preferindo-o a qualquer outro título. Um hino antigo em sua liturgia resume poeticamente essa verdade complexa:

Aquele a quem todo o universo não podia conter estava contido em seu ventre, ó Theotokos

A decisão de intitular Maria como Theotokos foi um ponto crucial na história da Igreja. Esclareceu a crença da Igreja em Jesus Cristo e deu uma confirmação adicional sobre a natureza da encarnação de Cristo. O que a Igreja acreditava sobre Jesus desde os tempos apostólicos foi ratificado no Concílio de Éfeso.

Além disso, a concessão desse título confirmou o papel privilegiado de Maria na história da salvação e aprofundou a compreensão do grande mistério que ocorreu em seu ventre.

Para honrar a memória desse Concílio, o Papa Pio XI, em 1931, estabeleceu a festa da Divina Maternidade de Maria em 11 de outubro, que, após o Concílio Vaticano II, foi transferida para 1º de janeiro, levando o nome de Solenidade de Maria, Mãe de Deus.

Tags:
MariaNossa Senhora
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia