Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que brincar é tão importante para as crianças?

Compartilhar

Os benefícios das brincadeiras são inúmeros, mas tenha em mente apenas estes 10

Os benefícios do brincar não podem ser subestimados. O ato de brincar é tão importante para as crianças quanto o de trabalhar para adultos. Brincar é a maneira de progredir, aprender e crescer. Ao brincar, elas se tornam pessoas melhores, tanto cognitiva quanto comportamentalmente.

Brincar é a melhor maneira para as crianças…

– realizarem seu potencial;
– desenvolverem seus talentos;
– reduzirem o estresse;
– exercitarem a criatividade;
– treinarem para a vida.

Então, quais são os benefícios do brincar? Existem muitos, mas vamos ter em mente apenas 10, que se aplicam a crianças menores de oito anos.

1
MELHORA O COMPORTAMENTO

Os professores podem confirmar que, depois do recreio, as crianças voltam às aulas com rostos felizes e descansados ​​e mudam (para melhor) seu comportamento. No parquinho, elas esquecem seus problemas e descansam, depois de passarem um tempo concentradas. Ter um tempo de descanso e relaxamento ajuda os pequenos a voltarem a se concentrar nos assuntos após o término do intervalo.

2
AJUDA A RESOLVER PROBLEMAS E TOMAR DECISÕES

Uma sala de aula não pode substituir uma floresta ou um riacho pelo qual as crianças podem atravessar, com um solo povoado de vermes e flores e com a brisa e a chuva. A exploração direta e o reconhecimento da biodiversidade ao ar livre estão além da comparação. As escolas sabem disso e, muitas vezes, excursões e acampamentos fazem parte de seus programas para ajudar as crianças a ter contato direto com a natureza.

3
DESESTRESSA

As crianças também sofrem com o estresse devido à adversidade, fadiga e, às vezes, aos conflitos na escola e em casa. As crianças toleram mal as brigas dos pais e percebem quando não são levadas em consideração. Se você perceber que seus filhos estão sempre de mau humor ou constantemente deprimidos, é necessário identificar a causa e tomar as medidas necessárias para resolver o problema. O tempo de brincar pode ajudar as crianças a desviar a mente dos problemas; recreação insuficiente aumenta o estresse. Atividades extracurriculares forçadas também podem ser uma fonte de estresse. Quando o tempo de diversão não é respeitado, as crianças podem se tornar mais mal-humoradas e mais reservadas.

4
PROMOVE FUNÇÕES EXECUTIVAS

Os jogos criam memória de trabalho, autocontrole, atenção e pensamento criativo e flexível. Isso é alcançado através de brincadeiras divertidas e desafiadoras.
Resultados semelhantes vêm do aprendizado de hobbies e habilidades, como tocar um instrumento musical, participar de atividades de teatro, leitura, escrita e quebra-cabeças, além de atividades recreativas de matemática. Tudo isso tem um denominador comum: exige perseverança, autocontrole, atenção e resolução de problemas com algum grau de precisão.

5
ESTIMULA A CRIATIVIDADE

Brincadeiras imaginativas são uma parte importante do mundo de nossos filhos. Eles precisam deixar sua imaginação rolar e, depois, expressar o que descobriram, criaram e imaginaram, usando desenhos, palavras e representações. Participar de histórias, ler ou folhear livros ilustrados ou visitar um museu de ciências pode incentivar as crianças a brincar e enriquecer sua imaginação e criatividade. Elas começam a ver que o mundo está cheio de possibilidades, começam a pensar fora da caixa e apresentar soluções inovadoras na escola, em casa e, no futuro, no trabalho.

6
MELHORA O RELACIONAMENTO PAIS-FILHOS

A brincadeira promove a empatia entre pais e filhos. Quando as crianças são muito jovens, as primeiras interações significativas, embora não verbais, entre mãe e recém-nascido são vitais e uma fonte de segurança. Não podemos ignorar nossos filhos nessa sociedade frenética e estressada que, às vezes, parece transformá-los em obstáculos em nosso caminho. Devemos reservar um tempo para interagir com eles, conversar com eles, conhecê-los, conquistar sua confiança e saber como eles realmente são. As brincadeiras são um encontro privilegiado entre pais e filhos. Os jogos são um momento ideal para educá-los. Não se trata de ficar sempre atrás de nossos filhos: é uma questão de incentivá-los a brincar sozinhos ou com amigos e primos, para que eles possam aprender sobre interação social, regras, autocontrole etc

7
DEIXA AS CRIANÇAS MAIS ATIVAS

Crianças ativas tornam-se adultos ativos! As crianças que participam de atividades físicas em vez de ficarem sentadas em frente a uma tela (TV, telefones celulares, tablets) são mais ativas à medida que crescem. Incentive seus filhos a levantarem-se e seguirem em frente com alguma forma de atividade física. Os hábitos do brincar na primeira infância durarão e melhorarão o bem-estar geral do indivíduo quando adultos.

8
DESENVOLVE A EMPATIA

Para que as crianças saibam respeitar seus colegas, elas precisam aprender a ler e aceitar seus sentimentos. Através das brincadeiras, elas aprendem a ser sensíveis aos sentimentos dos outros e a negociar, cooperar e se adaptar aos outros, compreendendo atitudes e se adaptando a diferentes situações, incluindo a necessidade de sacrificar sua própria preferência. É aí que nascem a amizade e a capacidade de viver juntos.

9
PROMOVE A SOCIALIZAÇÃO

Através dos jogos, as crianças aprendem a noção de equipe. Aprendem ainda como compartilhar tarefas com os amigos e como liderar, além de como seguir alguém que pode ser um líder eficaz. Trata-se de ouvir, limitar-se, tomar iniciativa e respeitar as regras. Se as crianças souberem brincar cooperativamente, colaborar, esperar, respeitar seus colegas e controlar seu temperamento, saberão formar equipes de trabalho bem-sucedidas no futuro.

10
É DIVERTIDO

A infância é a fase se divertir e aproveitar a vida. Simplificando: trata-se de treinar para a vida se divertindo muito! A brincadeira pode ajudar os pequenos a formar um forte relacionamento com os irmãos, amigos, primos e, acima de tudo, com os pais. Certifique-se de que seus filhos tenham outras crianças para brincar. Escolha brinquedos e jogos com sabedoria – e reduza o tempo de exposição às telas. Por fim, certifique-se de sair com seus filhos e praticar atividades físicas, interagindo de forma sustentável com a natureza.

 

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia