Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ciência diz que visitar museus pode prolongar a sua vida

visite enfants
Compartilhar

Sim, o envolvimento com as artes é uma prática real de saúde!

Com nosso estilo de vida agitado, é muito difícil dedicarmos tempo às atividades de lazer. No entanto, de acordo com uma reportagem do BMJ Journal, ao reservar um tempo para visitar galerias de arte e museus ou ir ao teatro ou ópera, você ajudará a evitar uma morte prematura.

As descobertas foram compartilhadas recentemente por pesquisadores da University College London. Os cientistas conseguiram determinar, em uma amostra de 6.000 pessoas com mais de 50 anos, que aqueles que participavam regularmente de atividades que envolviam artes tinham uma chance 31% maior de viver mais. A pesquisa constatou que, ao se engajar nas artes uma ou duas vezes por ano, os indivíduos reduziram em 14% o risco de morrer precocemente.

“Embora outros comportamentos de saúde como tabagismo, álcool e exercício sejam indiscutivelmente maiores preditores de mortalidade, essas atividades de lazer e prazer que as pessoas não consideram uma atividade relacionada à saúde proporcionam bem-estar e longevidade”, explicou uma das autoras do estudo, a professora Daisy Fancourt.

O estudo, baseado em dados coletados a partir de 2004, analisou os hábitos de seus participantes e observou a participação em várias exposições de arte e shows, incluindo ópera e concertos. O cinema não foi considerado neste estudo.

Não se sabe o motivo pelo qual as pessoas que praticam artes vivem mais. Porém, constatou-se que as diferenças sociais e econômicas desempenham um papel importante sobre a participação ou não de um indivíduo em eventos artísticos. E embora a riqueza tenha um papel importante a desempenhar, não foi a única razão por trás das descobertas. Os pesquisadores também observaram como a saúde mental, as diferenças cognitivas, o engajamento social e cívico, a mobilidade, a incapacidade e a privação contribuem para a longevidade, conforme relatado por Katie Hunt na CNN.

Fancourt continua dizendo que “as artes podem agir como um amortecedor contra o estresse e estimular a criatividade, o que permite às pessoas se adaptarem às mudanças. Isso também ajuda as pessoas a construir capital social – acessando informações e apoio emocional que fazem as pessoas envelhecerem com mais sucesso”.

Como são necessárias mais pesquisas para entender o porquê do envolvimento nas artes pode nos ajudar a viver mais, o estudo fornece uma grande motivação para chegar lá e apreciar as artes. Se você não tem galerias de arte ou museus em sua região, tente planejar uma viagem a uma cidade diferente ou faça uma peregrinação a alguns dos santuários dedicados a algumas das pessoas mais sagradas do seu país. É claro que você também pode levar algum tempo após a Missa para ver quais obras de arte sua igreja tem a oferecer.

Boletim
Receba Aleteia todo dia