Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Espiritualidade

O Rosário, a súplica a Cristo com Maria e a meditação

woman, rosary,

Shutterstock

Todo de Maria - publicado em 16/01/20

Entenda por que a meditação e a súplica devem fazer parte da oração do Rosário

No Santo Rosário, vivemos de modo privilegiado a súplica a Jesus Cristo com a presença materna da Santíssima Virgem Maria e, ao mesmo tempo, a meditação dos mistérios da nossa redenção. Estas, a meditação e a súplica, são características essenciais da oração do Rosário da Virgem Maria

No Rosário, a meditação e a súplica estão intimamente unidas entre si e auxiliam-se mutuamente, garantindo a eficácia da nossa oração. Além disso, estas nos ajudam a nos unir mais estreita e intimamente a Jesus Cristo. Pois, na oração do Terço, a Santíssima Virgem se faz presente, com sua materna intercessão, para auxiliar-nos em nossas fraquezas (cf. Gn 2, 18).

Suplicar a Cristo com Maria através do Rosário

Jesus Cristo convidou-nos suplicar a Deus com insistência e confiança, para sermos atendidos: “Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei e vos será aberto” (Mt 7, 7). O fundamento desta eficácia da oração é a bondade do Pai e, ao mesmo tempo, a mediação de Cristo junto d’Ele (cf. 1 Jo 2, 1) e também a ação do Espírito Santo, que “intercede por nós” conforme os desígnios de Deus (cf. Rm 8, 26-27). De fato, nós “não sabemos o que devemos pedir em nossas orações” (Rm 8, 26) e, por vezes, não somos atendidos “porque pedimos mal” (Tg 4, 3).

Em auxílio da oração que Jesus Cristo e o Espírito Santo fazem brotar no nosso coração, intervém a Virgem Maria, com a sua materna intercessão. “A oração da Igreja é como que sustentada pela oração de Maria”[1]. Sendo assim, se Jesus, único Mediador, é o Caminho da nossa oração, Maria, pura transparência d’Ele, mostra-nos o Caminho, e “é a partir desta singular cooperação de Maria com a ação do Espírito Santo que as Igrejas cultivaram a oração à santa Mãe de Deus, centrando-a na pessoa de Cristo manifestada nos seus mistérios”[2]. Nas bodas de Caná, o Evangelho mostra precisamente a eficácia da intercessão de Maria, que se faz porta-voz das necessidades humanas junto de Jesus: “Eles já não têm vinho” (Jo 2,3).

O Rosário é, ao mesmo tempo, uma oração de meditação e súplica. O pedido insistente de Nossa Senhora apoia-se na confiança de que a sua materna intercessão tudo pode junto ao Coração do Filho. No Terço, ao ser suplicada por nós, Maria Santíssima apresenta-se em nosso favor diante do Pai, que a cumulou de graça, e do Filho nascido das suas entranhas, pedindo conosco e por nós.

A meditação cristológico-mariana do Rosário

O “Pai nosso” – colocado quase que como alicerce da meditação cristológico-mariana que se desenrola através da repetição da “Ave-Maria” – torna a meditação dos mistérios de Cristo, mesmo quando é feita a sós, uma experiência eclesial, ou seja, de comunhão com a Igreja.

A Ave-Maria é o elemento mais encorpado do Rosário e também o que faz dele uma oração mariana por excelência. No entanto, à luz da própria Ave-Maria notamos claramente que o carácter mariano não só não se opõe ao cristológico, mas o acentua e exalta.

A primeira parte da Ave-Maria, tirada das palavras dirigidas a Maria Santíssima pelo Arcanjo Gabriel e por Santa Isabel (cf. Lc 1, 26-38.39-45), é contemplação adoradora do mistério de Cristo, que se realiza na Virgem de Nazaré. As palavras desta oração exprimem a admiração do Céu e da Terra e transparecem o encanto do próprio Deus ao contemplar a sua obra-prima, – a encarnação do seu Filho no ventre virginal de Maria – como fez ao terminar a obra da criação, naquela primordial admiração com que Deus contemplou a obra de suas mãos (cf. Gn 1, 31).

A repetição da Ave-Maria na oração do Rosário sintoniza-nos com este encanto de Deus: é júbilo, admiração, reconhecimento do maior milagre da história, que é a encarnação do Filho de Deus. A recitação piedosa da Ave-Maria é o cumprimento da profecia de Nossa Senhora: “Desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações” (Lc 1, 48).

A centralidade da Ave-Maria, uma espécie de ligação entre a primeira parte e a segunda, é o nome de Jesus. Às vezes, na recitação precipitada do Rosário, perde-se a centralidade de Cristo e, com ela, também a ligação com o mistério de Jesus que contemplamos.

É precisamente através da acentuação dada ao nome de Jesus e ao seu mistério que se dá a recitação expressiva e frutuosa do Terço. O Papa Paulo VI recordou, na Exortação Apostólica Marialis cultus, o costume, existente em algumas regiões, de realçar o nome de Cristo acrescentando uma cláusula ou circunstância particular que recorda o mistério que se medita[3]. Este é um louvável costume, especialmente na recitação pública do Rosário. Dessa forma, exprimimos de forma intensa a fé cristológica, aplicada aos diversos momentos da vida do Redentor. Trata-se de uma profissão de fé e, ao mesmo tempo, de um auxílio para permanecer em meditação, permitindo dar vida à função assimiladora do Rosário, contida na repetição da Ave-Maria, em relação ao mistério de Cristo.

Repetir o nome de Jesus – o único Nome do qual podemos esperar a salvação (cf. At 4, 12) – unido com o da sua Mãe Santíssima e, de certo modo, deixando que seja Ela própria a nos inspirar, constitui um caminho de assimilação pelo qual penetramos cada vez mais profundamente na vida de Cristo e nos seus mistérios.

Desta relação especialíssima de Nossa Senhora com Jesus Cristo, que faz dela a Mãe de Deus, em grego: Θεοτόκος – Theotókos, deriva a força da súplica com que nos dirigimos a ela depois, na segunda parte da oração, confiando à sua materna intercessão a nossa vida e a hora da nossa morte.

O Rosário: compêndio do Evangelho e escola de Maria

Assim, ainda que o Rosário seja caracterizado pelo seu aspecto mariano, é uma oração cristológica na sua essência. Na sobriedade dos seus elementos, o Rosário concentra em si a profundidade de toda a mensagem evangélica, da qual é quase que um compêndio. No Terço, ecoa a oração de Maria, o seu perene Magnificat pela obra da Encarnação redentora do Filho de Deus, que se realizou no seu ventre virginal. Com o Rosário, frequentamos a escola de Maria, para deixar-nos “introduzir na contemplação da beleza do rosto de Cristo e na experiência da profundidade do seu amor”[4]. Mediante o Rosário, alcançamos a graça em abundância, das mãos maternas da Virgem Maria.

Nossa Senhora do Rosário, rogai por nós!

____

Referências:


[1]  PAPA SÃO JOÃO PAULO II. Catecismo da Igreja Católica, 2679.

[2]  Idem, 2675.

[3]  Cf. PAPA PAULO VI. Exortação Apostólica Marialis cultus, 46. Tal costume foi louvado ainda recentemente pela Congregação do Culto Divino e da Disciplina dos Sacramentos, no Diretório sobre piedade popular e liturgia. Princípios e orientações (17 de Dezembro de 2001), 201 (Cidade do Vaticano 2002), p. 165.

[4]  PAPA SÃO JOÃO PAULO II. Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae, 1.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MeditaçãoRosárioTerço
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia