Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como educar os filhos no amor à virtude em vez do vício no virtual

GRANDFATHER
Shutterstock | Iryna Inshyna
Compartilhar

Formadora mexicana: “Os pais sonham que os filhos vão atingir as metas escolares, esportivas, sociais, mas a meta mais importante a santidade”

A comunicadora e escritora mexicana Alejandra María Sosa Elízaga é autora de mais de 20 livros sobre formação cristã. Seu artigo “Céu e terra: crianças virtuais ou virtuosas?” foi publicado pelo informativo “Desde la Fe“, da Arquidiocese do México.

Explicando que as tecnologias virtuais fomentam nas crianças o imediatismo e a consequente impaciência, já que a impressão com que elas crescem é a de que tudo está ao alcance de um clique, a escritora reforça que é indispensável educar os filhos na virtude, para eles aprenderem a se esforçar e perseverar. Observando que muitos pais preferem o comodismo de terceirizar aos dispositivos eletrônicos a atenção que acreditam não ter tempo de dar aos filhos, ela também propõe quatro pontos-chave para que essa educação na virtude se concretize:

1 – Falar de Deus com os filhos

  • Não achar que eles estão aprendendo tudo na catequese.
  • É importante que eles vejam que, dentro de casa, Deus está no centro.
  • Ajudar os filhos a estabelecerem a sua relação pessoal com Jesus, lendo textos do Evangelho adaptados para crianças, para que eles conheçam Jesus, O admirem, O amem, O considere seu Amigo e queiram alegrá-Lo perguntando o que Ele faria no seu lugar (e fazendo de fato).

2 – Ensiná-los a amar Maria

  • Ajudar os filhos a conhecerem e amarem Maria, reconhecendo-a como sua mãe amorosa, que cuida deles, os protege, pede por eles e os ajuda a ser bons como Jesus.
  • Rezar o terço com os filhos, incentivando-os a pedirem a intercessão dela.

3 – Incentivar a amizade com os santos

  • Contar às crianças a vida dos santos, para que elas entendam que os santos foram pessoas como nós, que tinham os nossos defeitos e, mesmo assim, correspondendo à graça de Deus, chegaram à santidade.
  • As crianças podem ter seus “santos favoritos”, com os quais, por algum motivo, elas se identifiquem mais.
  • A esses santos elas podem pedir intercessão com especial confiança nas suas orações.

4 – Trabalhar uma virtude de cada vez

  • Escolher um defeito pessoal como ponto de trabalho.
  • Pedir ajuda a Deus e a Maria para superá-lo.
  • Rezar junto com os filhos para pedir essa ajuda.
  • Definir pequenas metas concretas para cada dia.
  • Incentivar e recompensar a vivência da virtude contrária a esse defeito, para incentivar a formação de bons hábitos.
  • À noite, fazer um exame simples de consciência, junto com os filhos, para repassar as dificuldades e tropeços que tiveram e pedir de Deus a força para serem melhores no dia seguinte.

Alejandra Sosa observa:

“Os pais sonham que os filhos vão atingir as metas escolares, esportivas, sociais etc., mas a meta mais importante que eles podem atingir é a santidade. Por isso é importante cultivar neles o amor à virtude em vez do vício no virtual”.

Boletim
Receba Aleteia todo dia