Aleteia

Pe. Zezinho critica a “era do quero mais”: quem passou do limite nunca será feliz

ARROGANT MAN
Compartilhar

“Quero mais hoje, agora” é o estopim de divórcios, brigas familiares, conflitos nas igrejas e partidos

Via Facebook, o pe. Zezinho postou a seguinte consideração:

Em princípio parece legítimo. Mas só em princípio! Quanto toda uma era, todos os países, todos os segmentos da sociedade, todas as fontes de produção, todo o comércio, todos os trabalhadores, todos os funcionários, todos os patrões, todos os partidos, todas as religiões começam a gritar

“QUERO O MEU DIREITO
QUERO MEU LUCRO
QUERO MAIS!”,

é sinal de que a insatisfação generalizada chegou ao risco de ruptura do dique e da reserva social dos povos.

A humanidade cresceu querendo mais, mas só deu certo quando aprendeu a renunciar em favor de quem realmente precisava mais.

“Quero mais hoje, agora” é o estopim de divórcios, brigas familiares, conflitos nas igrejas e partidos.

1- QUEM SABE QUANDO CHEGOU AO BASTANTE será pessoa feliz.

2- QUEM NÃO SABE QUE JÁ PASSOU DO LIMITE em casa e na sociedade nunca será feliz.

Será um saco sem fundo, um grupo ou um indivíduo ou uma represa prestes a se romper.

Aprenda a ser feliz com o seu “bastante” e deixe o mais carente crescer para que todos tenham o mínimo necessário!

Isto é doutrina cristã.

Boletim
Receba Aleteia todo dia