Aleteia

Seminaristas cantores usam YouTube para impulsionar canto gregoriano

chant grégorien youtube dominicain
YouTube
Le frère Stéphane et le frère Alexandre ont créé la chaine OPChant
Compartilhar

O irmão Stefan e o irmão Alexandre lançam o OPChant

Dois frades de Friburgo, Suíça, lançaram um canal no YouTube para propagar e ensinar o tesouro da tradição dominicana do canto gregoriano em latim.

Originalmente destinado a comunidades religiosas, este canal, apesar de apenas alguns meses, já conquistou milhares de assinantes.

“Não havia esse tipo de recurso online”, disseram os irmãos Stefan Ansinger e Alexandre Frezzato, dois jovens que estudam canto há um ano.

Os seminaristas dominicanos, de 27 e 28 anos, se preocupam profundamente com a tradição dominicana do canto gregoriano, um tesouro que remonta a 800 anos.

Tendo estudado em Friburgo por dois e três anos, respectivamente, eles estavam sedentos por música mais tradicional em sua própria comunidade. Então eles decidiram aproveitar o poder das novas tecnologias.

Os dois jovens lançaram um canal no YouTube para compartilhar cantos dominicanos em latim com outras comunidades e com quem quiser aprender.

“A vantagem do canto gregoriano é que não há problema de linguagem ou tradução”, diz o irmão Alexander.

Cantando na Internet

Os irmãos querem reviver e ensinar a tradição do canto latino, mas isso não é tudo. “Queremos misturar prazer estético com a prática de aprendizagem”, diz o irmão Alexandre.

“As belas paisagens que escolhemos para nossos vídeos incentivam nossas próprias comunidades, mas também ajudam a atrair o maior número de estudantes de música sacra.”

Usar a beleza para comunicar a fé é uma técnica consagrada pelo tempo, mas o irmão Alexandre inventou um slogan inteligente que a traz ao século 21: “EnCante a internet!”

Os irmãos Stefan e Alexander tinham o pressentimento de que havia muitos no mundo que gostariam de ter uma maneira de aprender canto online.

De fato, em 2 meses, o canal OPChant no YouTube teve mais de 2.200 inscritos e 22.000 visualizações. Agora já está atingindo 10.000 inscritos.

“Nós nos beneficiamos do boca a boca, em particular graças aos nossos irmãos americanos e poloneses, que ficaram emocionados com este projeto. Existem tradições desse tipo de canto nesses países. Surpreendentemente, porém, tivemos um grande retorno de dominicanos leigos na Holanda, Argentina e até na Índia. Eles usam essas músicas como parte de suas orações diárias, o que acho realmente emocionante.”

Existem 6.500 frades dominicanos e 2.500 freiras no mundo, mas os dominicanos leigos (também chamados de “terciários”) são muito mais numerosos. Essa rede global, construída ao longo de gerações, tem ajudado a dar força ao canal.

Caseiro, mas altamente profissional

No lado técnico, os dois irmãos mostram um nível de competência que nem sempre se associa aos homens em trajes medievais.

O irmão Alexandre explica: “Quando é hora de fazer um novo vídeo, selecionamos nosso material e ensaiamos no mosteiro. Em seguida, tentamos achar uma igreja ou capela, se possível perto de casa, onde a acústica é excelente. Descobrimos que as igrejas antigas são as melhores. Aqui em Fribourg, as irmãs cistercienses de La Maigrauge nos receberam de braços abertos. O mosteiro delas tem mil anos.”

Depois, há os aspectos tecnológicos. “Quando chegamos lá, montamos um púlpito, um microfone, um tripé, nossa câmera digital e é isso. Tudo o que precisamos fazer é cantar.”

O resultado é uma gravação simples, mas profissional. Tudo o que falta fazer é editar um pouco, sincronizar som e vídeo. Para esses frades, que já cresceram online, isso é fácil de resolver.

O canal OPChant é único porque está programado para o calendário do ano litúrgico da Igreja.

“Durante novembro e dezembro, publicamos os hinos da missa de Natal, antífonas da Vigília da Missa de Natal e da Meia-Noite e assim por diante”, diz o irmão Alexandre.

Os vídeos são publicados com antecedência suficiente para permitir que os alunos aprendam o novo material antes que ele seja apresentado na liturgia.

Para quem quiser descobrir um novo repertório para o ano litúrgico, ainda não é tarde para começar. Todos são bem-vindos para uma aula semanal gratuita, diretamente dos Alpes. Tudo que você precisa fazer é se inscrever em OPChant.

Boletim
Receba Aleteia todo dia