Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: toda pessoa doente precisa de humanidade

POPE AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA

Vatican News - publicado em 02/02/20

“Aqueles que se reconhecem na fé cristã são chamados a desempenhar seu serviço no espírito das palavras de Jesus"

O Papa Francisco recebeu em audiência, neste sábado (1°/02), na Sala Clementina, no Vaticano, os membros da fundação italiana Grupo Vila Maria Cuidado e Pesquisa.

Francisco encorajou o grupo a perseverar com dedicação nos trabalhos e espera que as estruturas da fundação, “locais de sofrimento, mas também de esperança e experiência humana e espiritual, possam ser cada vez mais marcadas pela solidariedade e atenção à pessoa doente”.

Segundo o Papa, “a evolução tecnológica e as mudanças de natureza social, econômica e política mudaram o tecido em que se apoia a vida dos hospitais e estruturas de saúde. Daí a necessidade de uma nova cultura, especialmente na preparação técnica e moral dos agentes de saúde em todos os níveis.”

Nesta perspectiva, é importante o que o Grupo Vila Maria fez até agora para atender às necessidades dos pacientes e de suas famílias, às vezes obrigadas a migrar para centros especializados distantes de seu território. O compromisso de ampliar o leque de ações com a aquisição ou criação de novas estruturas e a expansão de infraestruturas, indica o desejo de garantir equipamentos e o conforto necessários para a internação dos doentes e sua recuperação.

Segundo o Papa, as estruturas de saúde devem ser “cada vez mais casas de acolhimento e conforto, onde o doente encontre amizade, compreensão, gentileza e caridade. Que encontre humanidade”.

“O doente não é um número. É uma pessoa que precisa de humanidade”, disse.

Nesse sentido, é necessário estimular a colaboração de todos, para atender às necessidades dos doentes com espírito de serviço e atitude de generosidade e sensibilidade.

Para atingir esses objetivos, é necessário não se deixar absorver pelos “sistemas” que visam apenas a componente econômica e financeira, mas implementar um estilo de proximidade à pessoa, para poder auxiliá-la com calor humano diante da ansiedade que elas vivem nos momentos mais críticos da doença.

“Dessa forma, contribui-se concretamente para humanizar a medicina e a realidade hospitalar e de saúde. Eu disse uma palavra, proximidade: não devemos esquecê-la”.

“Aqueles que se reconhecem na fé cristã são chamados a desempenhar seu serviço no espírito das palavras de Jesus: ‘Todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram.’ Aqui está o fundamento evangélico de serviço ao próximo.

(Com Vatican News)

Tags:
PapaSaúde
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia