Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Empresa aérea treina comissários para lidarem com uso de pornografia em voos

© CINETEVE
Compartilhar

Preocupante sintoma de imaturidade, o vício em pornografia subiu literalmente às alturas

Comissários da companhia aérea norte-americana United Airlines estão recebendo treinamento sobre como lidar com passageiros que assistem a vídeos pornográficos durante os voos.

Com a proliferação de celulares e a consequente facilidade de se assistir a material audiovisual em praticamente qualquer local, constatou-se um aumento muito significativo no consumo de pornografia a bordo de aviões e em salas de espera de aeroportos, inclusive com usuários alheios à presença de crianças e adolescentes no mesmo ambiente.

A United comunicou ao Centro Nacional de Exploração Sexual (NCOSE) que os treinamentos aos seus colaboradores começaram em janeiro. Haley Halverson, porta-voz do NCOSE, comenta:

“Nos últimos anos, o problema de passageiros de companhias aéreas vendo pornografia nos seus dispositivos pessoais aumentou dramaticamente”.

Por sua vez, a United recorda, em comunicado, que não serão tolerados comportamentos inadequados e que possam configurar assédio sexual:

“A segurança dos nossos clientes e colegas é a nossa principal prioridade. Assédio sexual, comportamento inapropriado e intimidação não têm absolutamente nenhum lugar em nossa sociedade, incluindo, especialmente, o nosso segmento e as nossas aeronaves. Em 2018, reforçamos o nosso treinamento de comissários de bordo para reconhecerem, abordarem e responderem a casos de assédio sexual de qualquer tipo a bordo de nossas aeronaves e continuaremos adaptando e aprimorando esse treinamento no futuro. Reconhecemos a necessidade de continuar a discussão entre todos os nossos grupos de trabalho, para garantir mais ainda que as nossas políticas reflitam os nossos valores e protejam quem viaja conosco”.

Boletim
Receba Aleteia todo dia