Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O Papa Francisco participará na Itália de uma série de TV sobre o Creio

POPE AUDIENCE
Compartilhar

Programa terá 8 episódios e estreia na próxima segunda

A partir desta próxima segunda, 17 de fevereiro, o Papa Francisco participará de um ciclo de reflexões sobre a oração do Creio, a ser transmitido na Itália pelo canal TV 2000, da Conferência Episcopal Italiana (CEI). O programa se chamará, justamente, “Eu creio“.

Durante a série, o Papa conversará com o pe. Marco Pozza, capelão do presídio de Pádua, que já o entrevistou em séries anteriores sobre os conteúdos do Pai-Nosso e da Ave-Maria. O pe. Marco também lançará, em março, o livro “Io credo, noi crediamo” (Eu creio, nós cremos), publicado pela Libreria Editrice Vaticana e Rizzoli, com os conteúdos conversados com o Papa.

A série terá 8 episódios e, segundo a TV 2000, sua proposta “é voltar à raiz das antigas palavras da oração, atualizando-as através de encontros e comentários de testemunhos do nosso tempo“.

Além de refletir em cada episódio sobre as diversas frases do Creio, o Papa Francisco também abordará temas da atualidade como a perseguição contra os cristãos, a política e os populismos, a máfia, a fé, os movimentos eclesiais, o luxo na Igreja, o mundanismo e o diabo.

Em um dos episódios, que já foram previamente gravados, Francisco afirma que existe um processo em andamento para aniquilar o cristianismo porque ele é visto como uma ameaça contra determinados poderes estabelecidos.

Sobre como deve ser a reação cristã a esse processo, ele declara, por exemplo, que “a fé precisa ser transmitida na linguagem da família, das pessoas que se aproximam das outras com amor; uma linguagem diferente da linguagem intelectual“.

Boletim
Receba Aleteia todo dia