Aleteia

3 mentiras sobre o amor que te impedem de amar bem

LOVE
Shutterstock | Josep Suria
Compartilhar

Atitudes que colocam em risco o relacionamento do casal

Buscamos ser amados instintivamente, entre outras razões, porque o amor correspondido é um dos fatores que proporcionam os maiores benefícios psicológicos e bem-estar.

Quando nos sentimos amados, somos mais felizes, temos um humor melhor, a auto-estima aumenta, sentimo-nos com mais energia para as atividades diárias, mais propensos a ficar animados.

A chave para ser capaz de amar bem é a confiança, em si e na outra pessoa.

Somente pela confiança podemos estar juntos, desenvolvendo uma dependência saudável que nos permite contar um com o outro para a tomada de decisões, buscando sua felicidade, tentando abrir espaço para compartilhar momentos de qualidade juntos, etc.

Somente a partir de um afeto saudável ao nosso parceiro(a) podemos negar essas crenças irracionais que limitam nossa capacidade de amar.

Fique atento(a) a estas 3 ideias equivocadas sobre o amor que podem prejudicar a sua vida e os seus sonhos:

 

1
Quando você se casa, você perde a liberdade

Essa é uma das grandes mentiras sobre o amor em nossos dias. Doar-se ao outro, ao contrário, é o auge da liberdade. Porque abre-se mão de algo, mas por algo que consideramos maior.

Para dar um exemplo simples, quando escolhemos uma carreira, ninguém pensa que está perdendo a liberdade de estudar todas as outras carreiras, mas estamos contentes por ter escolhido a que mais gostamos e a que nos fará mais felizes. A escolha nos torna mais livres e nos dá acesso a uma vida mais plena.

2
O casal tem que pensar igual e ter os mesmos gostos

Diferente não é o mesmo que incompatível. Sem dúvida, compartilhar hobbies é algo que fortalece os relacionamentos, mas não é o requisito indispensável para manter o amor. Pensar de maneira diferente e ter diferentes formas de entretenimento é enriquecedor para ambos.

Para que os relacionamentos se fortaleçam, é necessário passar tempo juntos e compartilhar a vida. Mas isso não implica que você tenha que se fundir com o outro a ponto de ficar completamente dependente para tomar qualquer decisão ou tomar uma ação.

3
Não quero amar para não sofrer

Você para de praticar um esporte que gosta por medo de se machucar? É verdade que qualquer relacionamento amoroso autêntico traz dor, porque tudo o que faz sofrer a pessoa que amamos nos faz sofrer.

No entanto, evitar relacionamentos para não arcar com o custo da dor emocional que isso acarreta nos fará viver uma vida vazia e sem sentido. Porque o que mais nos motiva a viver as coisas cotidianas é poder compartilhá-las com as pessoas que amamos.

Ninguém se livra do sofrimento, mas quando sofremos por amor, essa dor nos ajuda a amadurecer e crescer como pessoas, enquanto a dor da solidão é deprimente e pouco construtiva.

Boletim
Receba Aleteia todo dia