Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como se curar de uma dependência emocional exagerada

WOMAN,DAYDREAMING
Shutterstock
Compartilhar

Você não pode mudar o que foi vivido, mas depende de você como será sua vida no futuro

O sofrimento causado pela dependência emocional extrema não precisa destruir sua felicidade. Não precisa ser transmitido a seus filhos nem para sua família. O caminho da cura começa com um primeiro passo importante: introspecção.

Descobrir-se

É impressionante o número de pessoas que não conseguem chorar. Queremos ser fortes e corajosos. Às vezes até nos dizem que é assim que devemos ser. Mas eu não quero ser assim.

Quero chorar quando realmente preciso e rir quando me der vontade. E não falo de casos extremos, como uma explosão de lágrimas no meio de uma reunião da empresa, por exemplo. Penso em momentos de cansaço e estresse em casa, quando você não tem forças e deixa as lágrimas fluírem e aliviarem seu coração.

Se você fizer terapia, poderá enfrentar o que está profundamente escondido dentro de você e poderá descobrir camadas de raiva que você que nunca suspeitou ter dentro de si.

Sofrimentos

As pessoas que sofreram mais de uma forma de violência devem chorar por cada uma delas individualmente. Violência física, assédio sexual e abandono, cada tipo de violência deixa feridas diferentes.

Se você é uma dessas pessoas, tem o direito de sentir pena de si e deve saber que também pode dar um passo a mais para ajudar a curar suas feridas. Cuide de si! Vá ao cinema, dê um passeio, vá a uma cafeteria, leia um bom livro, desfrute de um jantar delicioso. Faça algo que faça você descansar e se sentir bem, simplesmente porque é necessário e relaxante.

Confiança

Fico surpresa ao saber que queremos confiar em alguém imediatamente, completamente. Mas a confiança não é construída ao longo do tempo? E leva tempo. Vamos ter paciência nesse processo, pois é importante.

E se você já teve uma experiência difícil no passado e fica se perguntando se voltará a confiar em alguém, ouse dar a outra pessoa essa oportunidade: dê-lhe tempo e descubra, aos poucos, se você pode confiar nela.

As etapas do processo de cicatrização

Um processo de cura emocional passa por estas etapas:

  • explorar o passado
  • explorar o presente
  • definir você
  • estabelecer novos limites
  • assumir novos desafios
  • recuperar o controle sobre si
  • assumir a responsabilidade por seus relacionamentos
  • gerenciar a si mesmo

Uma das coisas mais corajosas que você pode fazer é se definir, saber quem você é, quais são suas crenças e o que você deseja alcançar.

Depois de viver experiências difíceis, você é outra pessoa. Se você enfrentar tais traumas e trabalhar bem, estará mais atento(a) no futuro e terá mais prudência.

Você descobrirá mais sinais de alerta e detectará melhor a personalidade das pessoas para decidir se deve ou não entrar em contato com cada uma delas.

Pessoas cujas vidas foram destruídas de alguma forma podem dar muito ao mundo. Elas podem oferecer a esperança em uma vida nova.

Ter fé no fato de que Deus existe e age nas circunstâncias mais adversas e sempre, absolutamente sempre, ajuda muito.

Você pode ensinar os outros a confiar em Deus e, através do seu comportamento, testemunhar que se pode curar e amar.

Boletim
Receba Aleteia todo dia