Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 29 Novembro |
São Saturnino de Cartago 
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: pedir a graça de ter um coração “não ideologizado”

POPE FRANCIS

Filippo MONTEFORTE | AFP

Vatican News - publicado em 18/02/20

As ideologias fazem endurecer o coração para levar avante um projeto que não é o de Deus, explicou o Papa Francisco

O Papa Francisco afirmou hoje que o Senhor não pode entrar nos “corações ideológicos” nem nos “corações endurecidos”.

Em sua homilia da missa na Casa Santa Marta, o Papa comentou o Evangelho de Marcos, que narra o episódio em que os discípulos entraram na barca com Jesus e discutiam entre si porque não tinham pão.

Jesus os adverte: “Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? Tendo olhos, vós não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?”

A reflexão do Papa partiu dessas palavras para mostrar a diferença entre um “coração endurecido”, como o do discípulo, e um “coração compassivo”, como o do Senhor, que expressa a Sua vontade.

E a vontade do Senhor é a compaixão: “Misericórdia quero, e não sacrifício”. E um coração sem compaixão é um coração idolátrico, é um coração autossuficiente, que vai avante amparado pelo próprio egoísmo, que se torna forte somente com as ideologias. Pensemos nesses quatro grupos ideológicos do tempo de Jesus: os fariseus, os saduceus, os essênios e os zelotas. Quatro grupos que haviam endurecido o coração para levar avante um projeto que não era o de Deus; não havia lugar para o projeto de Deus, não havia lugar para a compaixão.

Mas existe um remédio contra a dureza do coração: é a memória. Por isso, no Evangelho de hoje e em tantos trechos da Bíblia, volta como uma espécie de “refrão” o chamado ao poder salvífico da memória, uma “graça” a ser pedida, disse Francisco, porque “mantém o coração aberto e fiel”.

Quando o coração endurece, se esquece… se esquece a graça da salvação, se esquece a gratuidade. O coração duro leva às brigas, leva às guerras, leva ao egoísmo, leva à destruição do irmão, porque não existe compaixão. E a maior mensagem de salvação é que Deus sentiu compaixão por nós. Aquele refrão do Evangelho, quando Jesus vê uma pessoa, uma situação dolorosa: “Sentiu compaixão”. Jesus é a compaixão do Pai, Jesus é a afronta a toda dureza de coração.

Portanto, pedir a graça de ter um coração “não ideologizado” e endurecido, mas “no ar”, “aberto e compassivo” diante do que acontece no mundo, porque sobre isto seremos julgados no dia do juízo, não pelas nossas “ideias” ou pelas nossas “ideologias”.

“Tive fome e me destes de comer; estive preso e viestes me visitar, estive aflito e me consolastes”, está escrito no Evangelho e esta – afirmou Francisco – é a compaixão, esta é a não dureza do coração”. E a humildade, a memória das nossas raízes e da nossa salvação nos ajudarão a mantê-lo assim.

Cada um de nós tem algo que endureceu no coração. Façamos memória e que seja o Senhor a nos dar um coração reto e sincero que pedimos na oração da coleta, onde habita o Senhor. Nos corações endurecidos o Senhor não pode entrar; nos corações ideológicos o Senhor não pode entrar. O Senhor entra somente nos corações que são como o Seu coração: os corações compassivos, os corações que têm compaixão, os corações abertos. Que o Senhor nos dê esta graça.

(Com Vatican News)

Tags:
IdeologiaPapaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia